variedades

Assistidos: Amy, Procura-se um amigo para o fim do mundo, Um santo vizinho

Estavam com saudades dos meus posts cinematógráficos? Alguém? Alguém? Bom, eu estava sentindo falta de escrever sobre o assunto aqui no blog e nem foi por falta de conteúdo. Nas últimas duas semanas coloquei o Netflix pra trabalhar e assisti duas séries (The Fall & Chelsea Does – vou falar delas semana que vem) e alguns filmes. Selecionei três dos mais interessantes e cá estão.

1. Amy

O que a sinopse diz: Ainda adolescente, Amy Winehouse já demonstrava para a família o talento vocal que possuía. Aos 18 anos ela já fazia shows na Inglaterra e, com o tempo, passou a ganhar fama. O sucesso do álbum “Back to Black” a tornou uma celebridade mundial, mas também fez com que seus problemas com álcool e drogas aumentassem exponencialmente.

Minha humilde opinião: Amy Winehouse foi uma das artistas mais exploradas pela mídia nos últimos anos. Aqui no Brasil a gente acabou conhecendo ela já estourada, por isso achei interessante assistir ao documentário, pois pude conhecer um pouco mais da trajetória da artista até o momento em que ela se torna um fenômeno da música. Há muitos trechos com Amy jovem, incluindo bastidores de uma época em que ela estava dando seus primeiros passos na carreira. Há também imagens bastante pessoais, principalmente dos momentos vividos com seu ex-marido Blake, que muitos dizem ter sido o responsável pela desgraceira toda com as drogas. Eu morri de dó dela, de verdade. A bicha era muito talentosa mas ao mesmo tempo não tinha estrutura emocional pra segurar o rojão.

2. Procura-se um amigo para o fim do mundo

O que a sinopse diz: Um meteoro está em rota de colisão com a Terra, e a última missão humana enviada para desviá-lo falha em sua tentativa. Não há mais saída: em três semanas, o mundo vai acabar. Algumas pessoas aproveitam os últimos dias de vida para beberem e fazerem sexo sem compromisso; outras se rebelam pelas ruas e começam a destruir os carros e os comércios. Além delas, existe Dodge (Steve Carell), corretor solitário que acaba de ser abandonado pela esposa, e Penny (Keira Knightley), sua vizinha triste, que nunca teve um namoro satisfatório. Juntos, eles decidem percorrer o país para reencontrarem suas famílias e seus amores de juventude antes que seja tarde demais.

Minha humilde opinião: Esse filme me enganou. Li rapidamente aquela sinopse curtinha no Netflix e pensei “hmmm uma comédia bobinha pra eu me distrair enquanto lavo a louça”. A situação é a seguinte: o mundo vai acabar, visto que um meteoro tá vindo em direção à Terra, ou seja, vai dar ruim. O que fazer nesses últimos dias de humanidade? Festa? Anarquia? Ir pro trabalho? Pegar geral? A gente acompanha esse desespero do ponto de vista dos protagonistas e vai tudo muito bem até que a coisa desgringola no meio do caminho e eu não sei até agora se gostei. É um filme deprê, sabe? Fiquei mal HAHAH

3. Um santo vizinho

O que a sinopse diz: Maggie (Melissa McCarthy) acaba de se divorciar. Ela e o filho de 12 anos – fragilizado pela separação dos pais – se mudam. Um vizinho, St. Vincent De Van Nuys (Bill Murray), se aproxima deles e se oferece para cuidar do menino. Depois de hesitar, Maggie aceita, pois é enfermeira e faz plantões de madrugada.Uma grande amizade nasce entre o menino e o veterano de guerra, Vincent. Apesar de ele não ser a pessoa mais indicada para cuidar de uma criança, essa amizade faz muito bem ao menino.

Minha humilde opinião: Como dei risada com esse filme! Dos três citados aqui no post, esse é um filme que você precisa assistir ainda hoje! Bill Murray tá ótimo como um coroa ranzinza e excêntrico, o garotinho é uma fofura só, e ainda tem um gato delícia nesse bololô. A história não tem nada de genial, segue aquele clichê “no começo a gente se odeia mas depois vai se amar” mas o desenrolar é tão aventura Sessão da Tarde que eu me senti até mais leve depois!

.

E vocês, assistiram muitos filmes nesse Carnaval? Deixem dicas pra eu assistir também!

Facebook // Instagram // Twitter // Pinterest // snapchat: hackelz

Geometric La. Fotos por Sally Harrison.
bonitezas, viagem

Los Angeles em tons pastéis

Uma das cidades que mais gostei de conhecer na minha pequena experiência internacional foi Los Angeles. Tem gente que torce o bico, acha “mais do mesmo”, confusa… Eu só guardo recordações gostosas de uma primavera quase verão com belíssimos passeios próximos ao mar, limonada, caminhada no fim de tarde.

Quando vi a série fotográfica “Geometric LA” da artista Sally Harrison, imediatamente acessei o “drive” de recordações dessa cidade tão interessante. Em suas fotos, ela expressa seu amor pelas cores e geometria da Cidade dos Anjos. Com muita delicadeza, Sally registra tons de rosa, azul e beges, aplicados em estruturas lineares. Uma lindeza de ensaio!

Geometric La. Fotos por Sally Harrison.

Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison.

Via Fubiz.

run forrest run

O novo filhote: Coração nos Pés

Achei que daria conta de falar de corrida eventualmente aqui no blog ou então fazendo alguns registros no Instagram. A verdade é que com a intensidade de treinos por conta da Meia do Rio em maio, o assunto se tornou recorrente. Minha rotina é pensada na alimentação, nos exercícios, nas corridinhas durante a semana e também nos fins de semana. Isso não quer dizer que estou APENAS correndo e deixando todo o resto de lado. A verdade é que estou apaixonada. E quando a gente fica apaixonado por algo, fica monotemático.

É claro que nem todo mundo entende pois não está na mesma vibe. E nem tem que estar. É algo que pra uns acontece, pra outros não. Normal, como tudo na vida. Até pra quem entende tem o momento do “bode”, como eu tive no finalzinho do ano passado. Mas as coisas voltaram a fluir. A empolgação e vontade estão por aqui. E foi por causa disso que criei um novo espaço, pra eventualmente compartilhar esse momento atual. Eu vos apresento o projeto Coração nos Pés.

Coração nos Pés.

Ele não é feito só por mim. Tem papai e irmão também. Cada um com seu ritmo, mostrando um pouco da relação com a corrida de rua. Dizem por aí que esporte mais democrático não há e aos poucos vou tendo a certeza de que é isso mesmo. Cada um com o seu tempo, com seu ritmo, com sua história. É tão bonito quando a gente conversa com alguém que corre sobre as razões que o levaram a colocar o corpo em movimento. Pelo menos euzinha fico toda emocionada.

Espero do fundo do coração que vocês gostem e que se aventurem também.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

leituras

Lançamentos de janeiro/16 – Editora Rocco

O ano começou cheio de resoluções, certo? Por aqui, reafirmo meu compromisso em ler mais. E quando digo “mais”, falo não só de quantidade mas de variedade. Há alguns meses venho me permitindo passear por gêneros que não amo tanto justamente pra quebrar paradigmas e certezas. Tem sido legal praticar esse exercício.

▲ Lá no Goodreads abri um desafio de leitura, vamos ver se chego no final de 2016 com a lista em dia.

Essa é uma época de poucos lançamentos no mercado editorial porém tenho visto títulos interessantes saindo. Na lista da Rocco, um em especial me chamou atenção: A Garota Dinamarquesa. O livro inspirou o filme de mesmo nome, que eu tô doida pra assistir. Será que esse é aquele típico caso onde livro >>> filme? Estou curiosa.

Lançamentos de janeiro 2016 - Editora Rocco

:: Lançamentos Rocco ::

✏ Cidade dos últimos dias – O último policialde Ben H. Winters

Sinopse: A pouco mais de dois meses para o asteroide Maya atingir a Terra, investigar crimes não é mais uma prioridade para a força policial de Concord. Mas Hank Palace não pensa assim. Cidade dos últimos dias é o novo livro de Ben H. Winters, e segunda parte da trilogia O último policial. A obra acompanha o ex-detetive na investigação do misterioso desaparecimento de Brett Cavatone, o marido da sua antiga babá. Com a sociedade se desmantelando a sua volta, Hank tenta a todo custo juntar as poucas pistas que tem, até descobrir o paradeiro de Brett aparenta ser somente uma questão de tempo. Mas será que Maya dará este tempo a Hank? A elogiada trilogia de Bem H. Winters traz novas indagações sobre o que os homens devem uns aos outros quando o fim está próximo.

✏ Hotelles – Quarto 2, de Emma Mars

Sinopse: O jogo de sedução envolvendo a jovem Annabelle Lorand, conhecida como Elle, está de volta. Hotelles – Quarto 2 mostra o que aconteceu com a protagonista da trilogia erótica da francesa Emma Mars depois de trocar o noivo, o magnata da comunicação David Barlet, por Louis, irmão mais velho dele. Ambientada em Paris, a trama conserva a mistura de romance, mistério e intrigas, bem como as cenas quentes que marcaram o primeiro livro, ao acompanhar a educação sexual de Elle, jovem jornalista que resolve trabalhar como acompanhante de luxo para pagar o pagamento de saúde da mãe, e acaba se enredando num jogo sedutor e perigoso que envolve os dois irmãos, os famosos quartos do Hôtel des Charnes, cada um dedicado a uma famosa cortesã do passado, sua melhor amiga, Sophia, e a agência Belas da Noite.

:: Lançamentos Fábrica231 ::

✏ Sob a luz dos seus olhos, de Chris Melo

Sinopse: Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, por suas histórias românticas voltadas especialmente para o público jovem adulto, a paulista Chris Melo estreia na Rocco, pelo selo Fábrica231, com Sob a luz dos seus olhos. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos de Chris Melo, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços protagonizada por duas pessoas comuns que experimentam o poder extraordinário do amor. Um presente para quem já é e para quem vai se tornar fã de Chris Melo.

✏ A garota dinamarquesa, de David Ebershoff

Sinopse: Com estreia nos cinemas em fevereiro, já acenando com um possível novo Oscar para Eddie Redmayne, ganhador da estatueta de melhor ator por A teoria de tudo, A garota dinamarquesa reconstrói a história de Lily Elbe, talvez a primeira transexual da história a fazer a cirurgia de redesignação sexual (ou “mudança de sexo”). Vivendo até a meia-idade como Einar, um pintor dinamarquês na Europa dos anos 1920 e 1930, ela teve a sorte de contar não apenas com um médico pioneiro, mas com uma mulher brilhante, generosa e apaixonada, sua própria esposa, Greta, para encontrar sua verdadeira identidade. Num momento em que as questões de gênero estão cada vez mais em voga, o aclamado romance de David Ebershoff, que volta às prateleiras com novo projeto gráfico, capa com o pôster do filme e posfácio assinado pelo autor, é um livro delicado e envolvente e uma leitura necessária nos dias atuais.

:: Lançamento Bicicleta Amarela :: 

✏ Nutrição descomplicada, boa forma facilitada, de Rodrigo Paiva

Sinopse: Por que emagrecer? Somente para ficar em forma ou para diminuir taxas como glicose ou colesterol que estão ameaçando a saúde? Quem sabe para dar uma guinada na autoestima? O motivo não importa. Nutricionista e preparador físico com pós-graduação em fisiologia, Rodrigo Paiva afirma que a chave para alcançar qualquer objetivo em relação ao próprio corpo está na força de vontade. E também em compreender o “pensamento” do corpo. Em Nutrição descomplicada, boa forma facilitada, seu livro de estreia pelo selo de bem-estar Bicicleta Amarela, o autor esmiúça temas variados como vitaminas, metabolismo, a diferença entre emagrecer e perder peso, exercício e queima de energia, os mitos e verdades da alimentação, entre outros assuntos. E mostra que sempre é tempo de se imaginar em melhor forma e mais saudável e traçar metas para conquistar esse objetivo.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

bonitezas, música

There’s a starman waiting in the sky

imagem do topo: daqui

Hoje acordamos com a triste notícia de que David Bowie não estava mais entre nós. Pela web, milhares de mensagens lamentando essa perda e o interessante do “luto coletivo” nos tempos de hoje é poder acompanhar as diversas reações ao ocorrido. Tem gente muito fã, tem gente que conhece duas músicas, tem gente que não conhece e jogou no Google pra saber quem era. Mas o que importa mesmo no fim das contas é pensar no legado que esse cara está deixando para a humanidade.

Toda vez que o assunto morte bate na minha porta, paro pra pensar no verdadeiro significado disso tudo aqui. De acordar, trabalhar, ir malhar, comer, planejar as coisas. Segunda-feira passada foi meu aniversário e como não acontecia em muitos anos, não foi uma data super comemorada. O clima não era dos melhores para bolo e almoço fora, já que vovó não estava bem. Todo aniversário fico sensível porque é como se a gente oficialmente virasse a ampulheta dos dias, é um marco emblemático de que as coisas estão passando. Na virada do ano a gente costuma fazer aquele balanço geral, no meu caso, faço sempre que assopro velinhas e, por coincidência, as datas são bem coladinhas, o clima de fim de ano acaba terminando no dia 4 de janeiro pra mim.

Daí volto pro Bowie, que na última quinta-feira lançou esse clipe aqui:

Pouca gente, inclusive eu, entendeu como uma mensagem de despedida. E daí que hoje soubemos que ele lutava há 18 meses contra um câncer. Fico imaginando como é pra alguém tão intenso e criativo receber um diagnóstico desse tipo, de uma doença tão devastadora e muitas vezes incurável. No fundo, a gente sabe desde que ouve da Tia Tetéia que nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. Nem sempre nessa ordem, mas é certo de que há um fim da linha. Todas as vezes que penso nisso, todo o resto me parece pequeno: não ter um determinado sapato, estar acima do peso, frustrações com seres humanos. É uma pena que a gente só ~reflita sobre o assunto~ quando essas coisas acontecem. Mas é a nossa essência, talvez.

Estamos dando “adeus” a um gênio da música e da cultura pop. Um artista completo, inesquecível. A minha geração (nascidos nos anos 80) conheceram Bowie seja pelos pais ou certamente por filmes e canções que tocavam no rádio, na infância. Deixo vocês com uma que marcou a minha vida:

Ano passado, a artista Helen Green ilustrou as diversas faces de David Bowie ao longo de sua carreira, passando por todas as fases. O gif, que rodou a web na sexta-feira (data do seu 69º aniversário) volta a tomar conta das redes sociais, dessa vez por outro motivo. Ele é tão lindo que compartilharei no blog também:

Para ver cada ilustração individualmente, basta clicar aqui.

.

E se você quer passar o dia ouvindo Bowie, se joga, ouve mesmo, vamos homenagear esse homem consumindo sua obra musical:

Por fim, acho que fica pra gente toda a herança musical desse cara. Fica o exemplo de pessoa que buscou sempre libertar sua alma e sua essência. Fica a mensagem para vivermos essa porra aqui da melhor maneira, no matter what.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Snoopy no McLanche Feliz
wishlist

Snoopy na campanha do McLanche Feliz

Eu já começo 2016 com “querência”. Isso mesmo, um post estilo “POR FAVOR MIMDÁ EU NUNCA TE PEDI NADA”. Xô contar… De tempos em tempos o McDonald’s lança uma campanha bonitinha para o combo infantil McLanche Feliz. E adivinha só quem está invadindo o pedaço, deixando pequenos e grandões desesperados pelos brindes? Sim, gente. Tem Snoopy na parada.

A partir de hoje (05/01) as unidades do “palhaço” disponibilizarão brinquedos inspirados nos personagens criados por Charles Schulz, que também ganharão as telas dos cinemas com a animação “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme” – pela primeira vez na história a turminha estará nas telonas.

A campanha inclui doze brinquedos estilizados, sendo que todos eles desempenham alguma ação. Alguns bonequinhos falam, outros interagem, enfim, eu já estou desesperada querendo todos pra decorar meu cantinho. São tão lindinhos, veja só:

Certeza que vai esgotar rapidinho. Então corre pra garantir o seu! :)

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz