Browsing Category

bonitezas

Geometric La. Fotos por Sally Harrison.
bonitezas, viagem

Los Angeles em tons pastéis

Uma das cidades que mais gostei de conhecer na minha pequena experiência internacional foi Los Angeles. Tem gente que torce o bico, acha “mais do mesmo”, confusa… Eu só guardo recordações gostosas de uma primavera quase verão com belíssimos passeios próximos ao mar, limonada, caminhada no fim de tarde.

Quando vi a série fotográfica “Geometric LA” da artista Sally Harrison, imediatamente acessei o “drive” de recordações dessa cidade tão interessante. Em suas fotos, ela expressa seu amor pelas cores e geometria da Cidade dos Anjos. Com muita delicadeza, Sally registra tons de rosa, azul e beges, aplicados em estruturas lineares. Uma lindeza de ensaio!

Geometric La. Fotos por Sally Harrison.

Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison. Geometric La. Fotos por Sally Harrison.

Via Fubiz.

bonitezas, música

There’s a starman waiting in the sky

imagem do topo: daqui

Hoje acordamos com a triste notícia de que David Bowie não estava mais entre nós. Pela web, milhares de mensagens lamentando essa perda e o interessante do “luto coletivo” nos tempos de hoje é poder acompanhar as diversas reações ao ocorrido. Tem gente muito fã, tem gente que conhece duas músicas, tem gente que não conhece e jogou no Google pra saber quem era. Mas o que importa mesmo no fim das contas é pensar no legado que esse cara está deixando para a humanidade.

Toda vez que o assunto morte bate na minha porta, paro pra pensar no verdadeiro significado disso tudo aqui. De acordar, trabalhar, ir malhar, comer, planejar as coisas. Segunda-feira passada foi meu aniversário e como não acontecia em muitos anos, não foi uma data super comemorada. O clima não era dos melhores para bolo e almoço fora, já que vovó não estava bem. Todo aniversário fico sensível porque é como se a gente oficialmente virasse a ampulheta dos dias, é um marco emblemático de que as coisas estão passando. Na virada do ano a gente costuma fazer aquele balanço geral, no meu caso, faço sempre que assopro velinhas e, por coincidência, as datas são bem coladinhas, o clima de fim de ano acaba terminando no dia 4 de janeiro pra mim.

Daí volto pro Bowie, que na última quinta-feira lançou esse clipe aqui:

Pouca gente, inclusive eu, entendeu como uma mensagem de despedida. E daí que hoje soubemos que ele lutava há 18 meses contra um câncer. Fico imaginando como é pra alguém tão intenso e criativo receber um diagnóstico desse tipo, de uma doença tão devastadora e muitas vezes incurável. No fundo, a gente sabe desde que ouve da Tia Tetéia que nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. Nem sempre nessa ordem, mas é certo de que há um fim da linha. Todas as vezes que penso nisso, todo o resto me parece pequeno: não ter um determinado sapato, estar acima do peso, frustrações com seres humanos. É uma pena que a gente só ~reflita sobre o assunto~ quando essas coisas acontecem. Mas é a nossa essência, talvez.

Estamos dando “adeus” a um gênio da música e da cultura pop. Um artista completo, inesquecível. A minha geração (nascidos nos anos 80) conheceram Bowie seja pelos pais ou certamente por filmes e canções que tocavam no rádio, na infância. Deixo vocês com uma que marcou a minha vida:

Ano passado, a artista Helen Green ilustrou as diversas faces de David Bowie ao longo de sua carreira, passando por todas as fases. O gif, que rodou a web na sexta-feira (data do seu 69º aniversário) volta a tomar conta das redes sociais, dessa vez por outro motivo. Ele é tão lindo que compartilharei no blog também:

Para ver cada ilustração individualmente, basta clicar aqui.

.

E se você quer passar o dia ouvindo Bowie, se joga, ouve mesmo, vamos homenagear esse homem consumindo sua obra musical:

Por fim, acho que fica pra gente toda a herança musical desse cara. Fica o exemplo de pessoa que buscou sempre libertar sua alma e sua essência. Fica a mensagem para vivermos essa porra aqui da melhor maneira, no matter what.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Evelyn Tannus no Maionese.
bonitezas, decoração

As figas de Evelyn Tannus

Tava no fluxo avistei a novinha no grau no Pinterest quando vi algumas amigas “repinnando” uma figa incrível toda decorada com tatuagens. Geralmente quando amo muito uma coisa no Pinterest, clico na imagem pra ver do que se trata, se leva pra fonte de origem e qual foi a minha felicidade ao descobrir que aquele era o trabalho da artista plástica Evelyn Tannus.

Evelyn Tannus no Maionese.

Fui atrás da história dela e soube que a artista já foi selecionada para o Salão do Museu de Arte Moderna da Bahia, realizou exposições individuais com suas mãos tatuadas em cerâmica e teve peças expostas no MuBE – Museu Brasileiro de Escultura.

Aliás, uma das marcas de seu trabalho é a forte presença da tatuagem com motivos femininos, religiosos, étnicos e mitológicos. A série “Figas” explora bem essa questão e mescla pintura e escultura, em peças lindas.

Evelyn Tannus no Maionese.

Evelyn Tannus no Maionese. Evelyn Tannus no Maionese. Evelyn Tannus no Maionese.

Estou sonhando com algumas delas e fiquei muito feliz em saber que no final de agosto a artista vai vender alguns dos trabalhos online. Por enquanto, estão a venda somente em São Paulo, cidade onde reside.

Acompanhe o trabalho de Evelyn Tannus aqui: Instagram | Facebook | site oficial.

acompanhe o maionese por aí:

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA

Trash Cat
bonitezas, entretenimento

Trash Cat: o fantástico mundo dos gatos

Há quase 3 anos divido o espaço com dois felinos, John e Marvin. Quem me acompanha no Instagram já deve estar cansado de ver a fuça de ambos por lá mas o que posso fazer se são tão lindos e macios? Sempre gostei de animais e queria muito poder adotar bichinhos que precisassem de um lar. Sou muito mais feliz por tê-los comigo, sem sombra de dúvida.

Quem tem gatinho em casa precisa assistir a esse vídeo. Sério, é tão real! É tão o mundo dos gatos! A animação foi produzida por Kelsey Goldych, que de um jeito bem humorado constrói um cenário onde um gatinho bem do safado acaba sendo levado para o virtual e aí, hmmmm, como tirá-lo de lá? Clica no play pra assistir:

assista Trash Cat no Vimeo

 

acompanhe o maionese por aí:

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA

bonitezas

Always lança nova campanha #LikeAGirl Unstoppable

“Valorize-se”. “Seja delicada”. “Invista no visual, não fique largada”. “Isso é coisa de menino”. “Meninas são mais fracas e não podem ser tão valentes”. Essas são algumas frases que nós mulheres certamente já ouvimos em algum momento de nossas vidas, tô mentindo? Durante toda a vida, principalmente quando estamos fazendo a transição da infância pra adolescência, somos ensinadas pela sociedade a nos comportar “como meninas” (e sabemos o que isso quer dizer). Porém, há muita gente que tenta remar contra essa maré. Pais, mães, professores, tem muita gente fazendo um trabalho bacana com os mais jovens para reverter esse quadro, encorajando e trabalhando a nossa auto-estima. Sempre dou o exemplo da minha mãe, que teve uma criação super ~limitada~ e mesmo assim conseguiu criar dois filhos com noções de igualdade e confiança.

Há também marcas espalhando um discurso feminista por aí. Lembram da campanha “#LikeAGirl” lançada pela Always? Ontem, eles lançaram um novo vídeo, uma espécie de continuação do primeiro. A campanha se chama “#LikeAGirl Unstoppable”.

A primeira campanha, Always #LikeAGirl, foi lançada em junho de 2014, inspirada pela visão de que o início da puberdade marca um período de menor confiança para as garotas, revelando como as palavras podem ser prejudiciais e intensificar essa queda de confiança na adolescência. O vídeo original ultrapassou a marca de 50 milhões de views e é tão maravilhoso que compartilho novamente, no caso de alguém não ter assistido.

A nova campanha teve o suporte de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, Reino Unido e no Brasil. Por aqui, o estudo online foi realizado em junho deste ano, com 1.441 participantes, sendo 904 mulheres e 537 homens, com idades entre 16 e 24 anos. Os dados nacionais indicam que 88% das adolescentes sentem uma pressão social na forma de agirem, ou seja, são pressionadas sobre como uma garota deve sentir ou agir e o que deve ou não ser feito de acordo com as expectativas da sociedade.

Além disso, 84% das meninas e 83% dos meninos acreditam que a expressão “tipo menina” possui um significado negativo e que 73% das meninas desejam que a sociedade mude o quanto antes a percepção dessa expressão, uma vez que 61% das garotas perderam a confiança durante a puberdade e se sentiram limitadas durante essa fase. Vale ressaltar ainda que 52% dessas garotas deixaram de fazer algo que amavam em função das limitações e imposições da sociedade.

Vocês acham bacana uma marca levantar essa bandeira? Acham oportunista? Veem benefícios? Discuss!

 

Ninho de Livro
bonitezas, leituras

Ninho de Livro: iniciativa para popularizar a leitura

Há alguns meses, caminhando pela Gávea, notei uma casinha de madeira no meio da praça, sem identificação, nome, nem nada. Acabei deixando pra lá. Daí outro dia acabei vendo essa notícia e me liguei que era a mesma casinha daquele passeio pela praça. Trata-se do lindo projeto Ninho de Livro, idealizado pela Satrápia, agência de benfeitorias aqui do Rio de Janeiro, comandada pela dupla Renata Tasca e Myrtes Matos. Conheci a Renata no projeto 100 em 1 e desde então virei fã dessas meninas! <3

Ninho de Livro

Casinhas com livros estão sendo fixadas em vários pontos da cidade, com uma finalidade bem bacana: promover uma grande troca de livros. Cada pessoa que pegar um livro deverá deixar outro dentro da casinha, e assim por diante. Desse jeito, os livros vão começar a rodar por aí. Vale livro novo, usado, o importante é ter sempre alguma coisinha ali dentro, esperando pelo próximo leitor voraz. O conceito do projeto é “um espaço para que seus livros possam voltar a voar por aí”.

Os ninhos já estão espalhados em vários pontos: na Rua 3, no Vidigal; Praça Sarah Kubitschek, em Copacabana; Arpoador; Praça Nelson Mandela, em Botafogo; Parque Guinle, em Laranjeiras; Pedro II; Escola Parque; Praça Santos Dumont, na Gávea e Parque Lage, no Jardim Botânico.

Ninho de Livro

A escritora Thalita Rebouças é uma das apoiadoras do projeto e doou algumas de suas obras. Além disso, é madrinha de um dos ninhos (inaugurou o primeiro Ninho de Livro, no Vidigal) e leu histórias para crianças no Espaço Cultural Cafofo da Nega. Ah, e algumas editoras também estão apoiando a iniciativa, tais como Intrínseca, Foz e Zahar, que já doaram livros e tudo mais.

Ler é uma das coisas mais gostosas que existem e nada melhor do que dar asas a ações tão simples e bonitas como essa. Já sabe, né? Viu um ninho por aí? Pode pegar um livro! Mas volte pra deixar um pro próximo que visitá-lo! 😉