Browsing Category

filmes

Assistidos em Dezembro/15. Mais em http://sempickles.com/maionese.
filmes

Assistidos: Pronta Para Amar, Entre Irmãos, Sob o Mesmo Céu

Digamos que os três últimos assistidos não foram assim, espetaculares. Aproveitei o final de semana pós viagem pra deixar rolar na telinha filmes mais descontraídos, desses que a gente não tem que pensar muito ou prestar atenção, sabe? Como agora tenho Chromecast aqui em casa (vitória do povo de Deus – depois posso falar sobre aqui no blog), pluguei iPad na tevê e mandei ver. Confira as ~sinopses~ e os trailers abaixo:

1. Pronta Para Amar

O que a sinopse diz: Marley Corbett (Kate Hudson) é uma jovem divertida que tem medo de se entregar completamente em um relacionamento. Ela tenta usar o humor para impedir que os problemas se agravem, mas é pega de surpresa quando, ao visitar o médico Julian Goldstein (Gael García Bernal), descobre que está com uma doença grave.

Minha humilde opinião: o título em português é péssimo. Vi esse filme várias vezes na miniatura do Netflix e passei direto porque pensei “deve ser mais uma comédia romântica água com açúcar”. Okay, mesmo sendo aquele clichê “a mina tá que morrendo e se permite viver um grande amor na reta final”, não é beeem assim que a banda toca. É mais um filme sobre como a personagem lida com o diagnóstico do câncer e tenta ficar bem em meio a essa bosta. Lógico que é difícil. Ela sofre, ela tem amigos maravilhosos e de quebra se envolve com um lindo, mas não é ~somente sobre se envolver com o lindo~, saca? Não esperava chorar tanto (CHORAY), mas essas histórias com doença mexem com a gente, né?

2. Entre Irmãos

O que a sinopse diz: Sam Cahill (Tobey Maguire) é um fuzileiro naval casado com Grace (Natalie Portman), sua namorada desde a infância, e com ela tem duas filhas: Isabelle (Bailee Madison) e Maggie (Taylor Grace Geare). Tommy (Jake Gyllenhaal) é seu irmão caçula, um andarilho que deixou recentemente a prisão. Ele é o provocador da família, o que vem à tona logo em sua primeira noite fora da prisão, em jantar com seus pais, Hank (Sam Shepard) e Elsie (Mare Winningham). Logo em seguida, Sam é enviado para o Afeganistão. Ele é dado como morto quando o helicóptero em que está é abatido nas montanhas. A família Cahill fica em estado de choque e Tommy resolve assumir a responsabilidade por sua nora e sobrinhas. Só que Sam não está morto.

Minha humilde opinião: não sei onde estava com a cabeça quando escolhi esse filme. Acho que foi pelo Jake Gyllenhaal, ou pela Natalie Portman. Achei o filme chato, com alguns momentos de clímax mas um desfecho blé, tipo, o que quiseram dizer com isso? Nada. Li algumas resenhas dizendo que a atuação do Tobey Maguire tá excelente, eu acho ele sempre com cara de menino chorão. Não curti.

3. Sob o Mesmo Céu

O que a sinopse diz: Após fracassar em uma missão, o militar Brian Gilcrest (Bradley Cooper) é enviado de volta para o Havaí, sua terra natal, para supervisionar o lançamento de um satélite. Lá, ele se reaproxima de um amor do passado (Rachel McAdams), ao mesmo tempo que começa a se apaixonar por uma piloto da Força Aérea (Emma Stone).

Minha humilde opinião: assisti a esse filme só porque foi dirigido pelo Cameron Crowe (sou fã dele, mesmo tendo alguns deslizes no currículo). Esse foi um filme que recebeu inúmeras críticas, principalmente em relação à escalação do elenco. um filme bobinho, engraçadinho, gostoso pra passar o tempo. Tem uma trilha sonora bacana e achei que vale assistir sim – quando você tá em busca de um filme levinho e divertido.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Os últimos filmes assistidos. Mais em http://sempickles.com/maionese.
filmes

Assistidos: A Irmã da Sua Irmã, Simplesmente Acontece, In Your Eyes

Nos últimos dias, assisti a um tanto de filmes. Alguns bem bobocas, outros mais bacanas. Tenho ~resenha~ pra pelo menos uns seis mas a ideia desse post é fazer um recorte de três, então podem aguardar um próximo “Assistidos” já na semana que vem. Ou nessa semana ainda!

PS: impressionante como acabo “avaliando” os filmes que ando assistindo depois de escrever sobre os mesmos aqui no blog. Na maioria das vezes penso “COMO PERDI MEU TEMPO” mas em geral aceito que é apenas diversão.

1. A Irmã da Sua Irmã (Your Sister’s Sister)

Esse filme já tinha “passado na minha frente” algumas vezes e eu sempre ignorei. Particularmente, não gosto muito do ator porém não tinha atentado pro fato de que Emily Blunt é uma das protagonistas (e eu amo tudo que ela faz, ela é linda, maravilhosa). Conclusão: assisti ao filme e… gostei! O lugar onde ele é filmado é maravilhoso e a história te arranca risadas e até lagriminhas.

2. Simplesmente Acontece

Filme engraçadinho e divertido onde você já sabe como a coisa termina, né? Historinha fofa e feliz, com uma dose de drama, eu gostei muito desse filme, deu pra distrair a cuca. Fala sobre a história de dois amigos (do tipo best) que traçam planos de conhecer o mundo e tal, porém um grande acontecimento rola com um deles e a coisa muda de figura. Anos depois eles se reencontram e é fofo.

3. In Your Eyes

Relutei em assistir a esse filme pelo simples fato de se tratar de algo surreal. Duas pessoas que se conectam por telepatia (algo do tipo) e que, obviamente, se apaixonam. Vai dando umas merdas no caminho, você se apega, fica torcendo, a coisa é meio louca e no fim não soube dizer se gostei ou se perdi meu tempo. Achei o ator fofo porém não tive muito saco pra atriz, sei lá, acho ela meio ruim.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

filmes

Assistidos: Priscilla, a Rainha do Deserto + Eu e as Mulheres + Jovens Adultos

Andei meio “pobrinha” de filmes no mês passado. Pra quem assistia pelo menos uns 2 na semana, andei meio ausente nessa questão. E isso tem nome: vício em Downton Abbey. Por influência de ~mâmi~, que sempre falava da série, comecei a assistir e fiquei apaixonada. É uma série leve porém intensa. Devorei 5 temporadas rapidamente e cá estou ansiosa pela sexta, que é a última e coloca um ponto final nessa história toda. Bom, mas isso é assunto pra um post exclusivo, né?

Voltando aos filmes, cá estão os três últimos assistidos. Um clássico e dois aleatórios. Vamos aos comentários!

1. Priscilla, a Rainha do Deserto

Já tinha assistido a esse filme há muitos anos e não lembrava direito. Tirei o domingo friorento pra pegar algo bem “aleatório” e passar algumas horas me divertindo. O filme conta a história de três artistas que caem na estrada para uma apresentação longe de casa. Anthony/Mitzi + Adam/Felicia são drag queens e convocam Bernadette/Ralph para acompanhar a dupla em uma viagem cheia de aventuras por cidades pequenas e grandes revelações.

Além da trilha sonora, as atuações são maravilhosas – Terence Strap, Hugo Weaving e Guy Pearce incríveis! Filme divertido e um clássico dos anos 90.

2. Eu e as Mulheres

Tem filme que quando termina eu me pergunto por que assisti, porque não tem nada a ver com o tipo de coisa que eu curto assistir. Pois bem, esse filme estava em destaque na Netflix outro dia e eu resolvi dar uma chance, afinal tinha o Adam Brody e ele é sempre muito fofo. Trata-se de uma comédia romântica fofa, com uma trilha sonora gostosa e só. Se quiser dar uma “desopilada” dos dramalhões da vida, vale o investimento de tempo (apesar das tretas entre mãe e filha e panz). Mas não espere mais do que isso.

3. Jovens Adultos


Outro que assisti depois de ver a sugestão no Netflix. Dei uma pesquisada bem por alto, não vi muitos elogios mas resolvi encarar por motivos de “tem Charlize Theron”. Trata-se da história de uma escritora que anda meio deprê com a vida e resolve visitar a cidade onde cresceu em busca de algumas respostas. Lá ela reencontra um ex da adolescência e começa a criar expectativas… Tem horas que você tem um pouco de vergonha alheia, misturada com pena… Achei interessante, no fim das contas.
.

E vocês, o que estão assistindo? Deixem sugestões legais aqui nos comentários!

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

filmes

Assistidos: As Coisas Impossíveis do Amor, Jerry Maguire, Quando o Amor Acontece

Depois de um longo inverno assistindo somente séries (Mad Men ❤) resolvi tirar a teia de aranha da listinha de filmes. Dei uma zapeada rápida no Netflix e encontrei alguns filmes antigos que sempre quis assistir mas tinha preguicinha. Ah, entrou um ~novo~ também que já tinha ouvido falar bem e tal. Vamos lá aos comentários.

1. As Coisas Impossíveis do Amor

Netflix me avisou sobre esse filme, se não me engano naquele display de destaques. Pela descrição, parecia ser mais chatinho do que realmente é. É uma história interessante e comovente, mostrando as complicações entre um casal que lida com tanto problema em pouco tempo. Em muitos casos daria vontade de mandar tudo pros infernos mas os personagens resolvem de outro jeito. Natalie Portman tá ótima nesse filme, vale a pena ver pela atuação dela.

2. Jerry Maguire

Já tinha assistido Jerry Maguire algumas vezes quando era mais nova mas bateu aquela vontade de ver novamente. Eu não era tão crítica antigamente e logicamente ignorei os clichês e caras e bocas do Tom Cruise. Dessa vez, só consegui focar na ~mensagem~ que rola no filme. Quantas vezes a gente já não foi meio Jerry? Meio Dorothy? Abraçando o mundo com as pernas, numa sociedade cada vez mais competitiva. Muitas vezes não sobra espaço para o amor.

Destaque para duas cenas maravilhosas >> essa e essa.

3. Quando o Amor Acontece

Ahhhh comédias românticas… De vez em quando são tão deliciosas! Ainda mais quando tem Sandra Bullock e Harry Connick, Jr (vivendo um cowboy, super novinho). Bom, cês acham que eu só assisto filme incrível, que só trago vitória pro blog, então, queria avisar que ESSE FILME É UMA BELA BOSTA! Mas sabe quando é fofinho? Essa definição é péssima, okay. Mas esse é um daqueles filmes que a gente assiste pra dar uma desplugada do mundo, de coisas mais ~cabeça~ e se deixa levar. Bate uma certa culpa por passar quase 2h da vida assistindo e tal, não acrescenta nada, os personagens são péssimos, Forest Whitaker mandou mal, mas eu gostei de assistir num desses domingos em que você acorda meio sem saber o que fazer.

.

Semana que vem devo trazer mais uma leva de filmes que assisti, graças às férias do Pedro – tô aproveitando e tirando uns dias pra relaxar um pouco, ainda mais depois da mudança infernal. O que vocês sugerem? Deixem as dicas aqui nos comentários!

acompanhe o maionese por aí:

 curta o blog no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets  snapchat: hackelz

filmes

Assistidos: Amores Imaginários, Tomboy e O Abutre

Hoje resolvi indicar três filmes bem distintos porém com um detalhe em comum: todos foram premiados de alguma forma em festivais de cinema pelo mundo. Os dois primeiros são sugestões mais “alternativas”, o primeiro pode causar certa estranheza aos que estão mais acostumados a filmes “blockbusters”. O último é mais Hollywood porém com uma pegada dark interessante.

Chega de papo furado e vamos à seleção!

1. Amores Imaginários

Adoro quando sou surpreendida por um grande filme. Já tinha ouvido falar do filme, “belo dia” vi o filme dando sopa no Netflix e parei pra assistir. Dirigido e estrelado pelo jovem canadense Xavier Dolan, conta a história de dois amigos que tem a vida balançada por um jovem forasteiro, cheio de mistério e tudo mais. Poderia ser mais um filminho cliché mas com a lindeza de fotografia e trilha sonora, passa a ser algo além.

2. Tomboy

Esse filme foi premiadíssimo na época de seu lançamento em diversos festivais. Também pudera. A atuação perfeita de uma atriz tão jovem e sem muita experiência frente às câmeras, uma história que vem sendo cada vez mais discutida, tudo isso feito de um jeito tão delicado e bonito. Tem horas que o coração aperta porque a gente sofre junto com a personagem. Não vou falar mais, assistam, por favor!

3. O Abutre

Fiquei muito ansiosa pra assistir a esse filme na época em que foi lançado. Falaram maravilhas da atuação de Jake Gyllenhaall e sei que ele dá show com aquele olhar psicótico, principalmente quando o filme pede esse tipo de atuação mais on fire. E é isso que ele entrega nesse suspense que vai te fazer pensar no seguinte: qual é o limite da busca pelo sucesso?

Dica: todos os filmes estão disponíveis no Netflix! \o/

Assistidos | Maionese
filmes

Assistidos: Desejo e Reparação, Donnie Brasco e Chef

Aproveitando que tem muita gente curtindo feriadão prolongado pra indicar aquele trio esperto de filmes. Aliás, os títulos não tem praticamente nada a ver um com o outro, pra vocês terem certeza de que a pessoa que vos escreve tem um gosto bastante peculiar para películas, certo?

Os “assistidos” incluem um título mais antiguinho, outro mais ou menos recente e um recente. Aliás, sobre o recente, eu poderia ficar horasssss falando mas preferi ser sucinta. Alguns de vocês pediram que eu falasse mais de assuntos gastronômicos aqui no blog, com uma pegada mais pessoal, e cá estou trazendo o assunto pra mesa. Aliás, essa semana teremos mais um post com essa ~veia~ gastrô, mas isso fica pra depois. Vamos aos filmes?

.

1. Desejo e Reparação

Sei que tem gente que morre de preguiça da Keira Knightley, eu mesma dou uns bocejos  quando noto as mesmas expressões, trejeitos, nos personagens de época que ela interpreta. Porém, Desejo e Reparação ganha o espectador pelo enredo, por todo o resto. A fotografia é linda, e o final, surpreendente (e triste). De soluçar de chorar, coisa que eu fiz.

Não satisfeita, mandei mais overdose de Keira assistindo pela milésima vez Orgulho e Preconceito. Como amo esse filme, galera.

2. Donnie Brasco

Muita gente só conhece Johnny Depp pelos filmes toscos de hoje em dia (ou pelo jeitão meio excêntrico de ser). Em sua carreira, há uma atuação excelente, na pele do agente infiltrado Joe Pistone/Donnie Brasco, que investiga um grupo de mafiosos baseado em NY durante os anos 90. A história é baseado em fatos reais e traz Al Pacino + elenco repleto de carinhas conhecidas.

3. Chef

Tá aí um filme que merecia um post exclusivo. Como eu AMEI Chef, pessoal! Amei, amei, amei! Primeiro que o filme é de uma leveza, daqueles que você esquece do tempo e embarca na história. Segundo que, se você cozinha ou aprecia uma boa gastronomia, vai ficar encantado.

O elenco é maravilhoso, Jon Favreau escreveu, dirigiu e atuou no filme, vivendo um chef que precisa se reinventar e buscar uma nova oportunidade de trabalho. Em paralelo, precisa também se aproximar mais do filho, com quem tem uma relação um tanto quanto conturbada. Você ri, sente fome e até se emociona com essa história tão bonita! PS: duvido você não tentar reproduzir um dos pratos preparados no filme. Dica: o misto-quente.

.

Ah, todos os filmes citados na postagem estão disponíveis no Netflix (não é jabá)!

acompanhe o Maionese por aí:

 curta a nossa página no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets