Archive

música

Posts on música.

Blogagem Coletiva: Discos da Minha Vida #rotaroots

Álbuns da Vida | Maionese

Daqui.

Sabe aquela frase clichê “música é minha vida”? Uma vez ouvi uma menina falar isso num desses programas de calouros e me contorci por dentro mas aí, ao iniciar esse post… pensei justamente isso. Tem gente que é assim com livros, filmes, eu sou assim com música. Cada época da minha vida tem uma trilha sonora. Algumas são tão boas que dá vontade de botar pra tocar de vez em quando, outras eu prefiro enterrar com uma pedra em cima.

A galera do Rotaroots jogou na roda da blogagem coletiva o seguinte desafio: falar dos discos que marcaram a nossa vida. Tentei limitar a cinco mas é impossível, depois joguei pra dez. Vou tentar colocar por ordem cronológica e não de importância, afinal não dá pra medir qual foi/é mais importante por aqui. Vem ver!

Aliás, antes de falar dos discos que marcaram a vida vida, preciso fazer uma homenagem àquele que me ensinou a gostar de tudo e todos, sem preconceitos: meu pai. Dono do gosto musical mais eclético desse universo, foi ele um dos responsáveis pela trilha sonora constante no meu lar. Cresci ouvindo canções peruanas, rock, um pouco de MPB, pop… Era ele que comprava os discos, gravava fitas dos programas favoritos e tava sempre ligado nas novidades. Aprendi muito com ele, obrigada, paizinho!

1. A-Ha – Stay On These Roads

A-Ha - Stay On These Roads | Maionese

Quando pequena, tinha a mania de fuçar os discos dos meus pais. Achava super divertido mexer na vitrola, aquela coisa de levantar/abaixar a agulha minuciosamente pra não fazer caca… Fico pensando se meu pai tinha noção que uma criança mexia na vitrola dele, nos discos, se é comigo hoje um dia juro que ia suar frio e tudo. Pablito porém desconheceu o fato e eu tive sorte.

Bom, voltando ao disco, me chamou atenção na época a capa, com esses homens lindos. Eu era tipo apaixonada pelo Morten Harket! Sério, é muito fogo no rabo pra uma criança achar alguém lindo mas diz se não era lindo, gente? Morria com todas as músicas, principalmente as lentas. Até hoje dou uns suspiros quando escuto esse álbum… <3

2. Paul McCartney – All The Best

Paul McCartney - All The Best | Maionese

Bem curioso como descobri que as músicas que meu pai sempre ouvia de um Paul McCartney eram do mesmo Paul da consagrada banda “Beatles”. Antes de bancar o smartão ao ler esse post, pense que estamos falando de uma criança sem 3G, sem Google, descobrindo a vida da forma mais deliciosa ever (porque hoje em dia até pra fazer conta nego faz no Google). Bom, papai sempre ouvia Paul, sempre ouvia umas fitas e discos dele. Eu achava essa capa linda, essa cara dele meio “nhé”, com umas colagens… Sabia até a ordem das canções de tanto que ele ouvia. Disco lindão!

3. Ace of Base – Happy Nation

Ace of Base - Happy Nation | Maionese

Se não me engano, foi o 2º CD que comprei na vida. Com meu dinheiro suado, mentira, com dinheiro de mesada que meus pais me davam. Lembro direitinho eu indo na seção de álbuns do Bon Marché (hoje Extra) e olhando “Hmmmmm Ace of Base”. Tinha assistido ao clipe na Cultura Inglesa, a música tocava toda hora no rádio… nossa, nunca ouvi tanto um disco. Sei cantar tudo até hoje.

4. The Smashing Pumpkins – Mellon Collie and the Infinite Sadness

The Smashing Pumpkins - Mellon Collie and the Infinite Sadness | Maionese

Se eu tivesse que escolher apenas um CD dessa lista como “CD da vida”, seria esse. Como essas músicas abraçaram toda a minha angústia adolescente. Aquele momento em que o cérebro não combina com o coração, que não combina com o corpo, que não combina com o tempo e o espaço. Aliás, meu sonho era encontrar Billy Corgan na rua e falar “muito obrigada por tudo”. Pela melancolia traduzida em canção.

Esse CD também comprei com minha mesada, era tão apaixonada por ele que até passei contact no encarte, que por ser um CD duplo ficava super apertado na caixinha, meio que rasgando. Tenho até hoje na casa da minha mãe! <3

5.U2 – Achtung Baby

U2 - Achtung Baby | Maionese

Outra banda que abraço com todas as forças é o U2. Sei que tem muita gente que odeia, sei que tem muita gente que resume U2 aos últimos discos – que não são lá grandes coisas. Mas U2 é U2, gente. Merece todo o respeito do mundo pela trajetória musical, pelas novidades e, principalmente, por ter mostrado a muitas bandas como é que se faz uma grande turnê mundial, com direito a todos os efeitos de palco e etc.

Achtung Baby parou na minha mão quando ouvi “One”. A maior balada do grupo irlandês, foi ela que trouxe esse CD maravilhoso pra minha vida. Depois de “One”, elegi como favorita “Ultra Violet (Light My Way)”, que tem até um cover maravilhoso feito pelo The Killers nesse CD em homenagem ao disco.

Só um detalhe: Achtung Baby foi lançado em 1991 e foi o sétimo álbum da banda. Ou SEJE: nós estamos velhos. Eles também.

6.New Order – The Best Of New Order

New Order - The Best Of New Order | Maionese

New Order fez parte da minha adolescência, antes mesmo de saber quem era Joy Division. Lembro que só fui saber que o New Order era o que sobrou do antigo grupo liderado por Ian Curtis bem depois da maioria. Conheci a banda por conta de “Regret”. Assisti ao clipe na Cultura Inglesa e pirei na guitarrinha. Virou tipo uma música que eu ouvia quando tava na fossa por algum amor não correspondido.

Daí alguns anos depois, “Blue Monday” ia virar símbolo das minhas sextas-feiras na Bunker. Esse álbum me acompanhou bastante na vida.

7.Só Pra Contrariar – O Samba Não Tem Fronteiras

Só Pra Contrariar - O Samba Não Tem Fronteiras | Maionese

E vocês achando que eu não ia incluir pagode na lista. Esse álbum do SPC resume a minha fase pagodeira, que durou boa parte da adolescência. Aliás, como o ser humano é bizarro. Numa hora tá ouvindo Metallica, daí vira a “chavinha” e deseja “vou falar que é amoooor, vou jurar que é paixãoooo…”. Eu pelo menos sou assim.

Esse CD em especial resume minhas aulas na parte da tarde na escola, sem muita preocupação com as coisas. Era uma fase gostosa e divertida. Alexandre Pires, você reinou nos corações da garotada.

8.The Killers – Sam’s Town

The Killers - Sam's Town | Maionese

Durante minha fase morando nos States, The Killers foi trilha sonora de vários momentos. As festinhas no alojamento, os passeios falidos no Walmart, na hora de sentir saudade de casa… Gostava tanto de The Killers que cheguei a cogitar ficar ilegal por 2 dias pra poder ir ao show deles que ia rolar próximo à cidade onde morava. Ainda bem que eles acabaram cancelando a apresentação. Ainda bem que quando voltei pro Brasil consegui vê-los no Rio!

“Bling (Confessions of a King)” me leva às lágrimas até hoje.

9.Arcade Fire – Funeral

Arcade Fire - Funeral | Maionese

Outra banda que me acompanhou no começo da jornada nos States. “Neighborhood #1 (Tunnels)” é a tradução daquele inverno tenso do Colorado, a paisagem em tons pálidos, típica das montanhas rochosas e cheias de neve, o Sol se pondo super cedo e aquela sensação deprê que bate sem que a gente queira. E a saudade…

Bom quando a gente encontra conforto pra determinadas situações na música. Arcade Fire era a melancolia e a euforia com o novo se misturando dentro de mim. E assim “dancei” por 6 meses, ao som dessas vozes e instrumentos.

10.Broken Social Scene – You Forgot It In People

Broken Social Scene - You Forgot It In People | Maionese

Esse disco é uma das coisas mais lindas que já ouvi em 32 anos. O tempo passa e ele continua mágico, ainda mais depois que ouvi boa parte das músicas ao vivo, no Circo Voador (que por si só já é um lugar que faz milagres na nossa cabeça). Broken Social Scene é um dos grandes nomes da música canadense e nos presenteou com grandes artistas – Feist é uma dessas beldades.

Meu sonho? Encontrar um vinil do álbum.

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Publicado por

Lollapalooza Brasil: confira os horários dos shows

Lollapalooza Brasil | Maionese

Tá chegando, galera. Mais uma edição do Lollapalooza Brasil está prestes a começar. Mais precisamente, no próximo fim de semana, o famoso autódromo de Interlagos sediará dois dias de muita música para todos os gostos.

Muita gente não se animou tanto pra edição desse ano – nota-se pela quantidade de ingressos ainda disponíveis para a edição 2014 – mesmo trazendo Muse como um dos headliners do festival. Lembro que comprei os ingressos meio que no desespero pois Arcade Fire e New Order eram dois nomes confirmados. Infelizmente ambas as bandas, que eu queria tanto ver, tocarão no mesmo dia e horário, para a tristeza dos fãs.

Bom, dizem que Interlagos fica no fim do mundo então é preciso se organizar bem em relação a transportes. De acordo com a página do Lolla no Facebook, haverá um esquema organizado especialmente para o evento. Ônibus, trens e táxis são os principais meios para chegar na região.

Sobre a programação, é aquele drama de sempre: como dar conta de tantas atrações em apenas dois dias? A gente acaba sacrificando um show ou outro. Ainda não gravei o horário de tudo portanto volta e meia recorro às imagens abaixo para me organizar mentalmente – sei que na hora será aquele samba do criolo doido. Vem ver:

Lollapalooza Brasil | Maionese

Lollapalooza Brasil | Maionese

Lollapalooza Brasil | Maionese

Lollapalooza Brasil | Maionese

Aliás, o trabalho que vem sendo feito no Facebook tá de parabéns. Informações divulgadas a todo momento, aquecimento com clipes e curiosidades dos artistas… É impossível não se empolgar! Mais uma vez volto a SP para me divertir um bocado! Te vejo lá? ;)

Publicado por

Como foi o show do Metallica em SP – 22/03

Metallica 2014 | Maionese

No fim de semana passado, estive em SP – uma cidade que gosto muito de visitar pois é sinônimo de diversão. Quando comprei as passagens, aliás, o motivo era assistir ao show do Metallica, que rolaria somente em SP, como parte da turnê Metallica By Request (que consiste em um show onde as músicas tocadas são escolhidas pelos fãs >> aqui você vê como foi a votação no Brasil).

Porém, para minha tristeza, os ingressos estavam esgotados no ato da compra.
Fuen pra mim.

Porém, quem tem fada madrinha tem tudo, não é mesmo? Fui surpreendida no sábado, minutos antes do show, com uma chance de conferir meu 4º show do Metallica em 4 anos (nunca vou esquecer desse dia aqui). Nunca tomei um banho tão rápido. Táxi, me leve ao Morumbi!

Bom, eu poderia fazer (mais) uma resenha… mas deixo vocês com as seguintes leituras:
Whiplash.net
Tenho Mais Discos Que Amigos
MetalConcerts.net

Por outro lado, compartilho nesse post imagens que falam mais do que qualquer coisa:

Metallica 2014 | Maionese

Metallica 2014 | Maionese

Metallica 2014 | Maionese

Metallica 2014 | Maionese

Metallica 2014 | Maionese

Metallica 2014 | Maionese

Choveu, fez frio, morri de fome… mas foi maravilhoso! Por uma vida mais cheia de sábados com show do Metallica, sim?!

Setlist
Battery
Master of Puppets
Welcome Home (Sanitarium)
Fuel
The Unforgiven
Lords of Summer
Wherever I May Roam
Sad but True
Fade to Black
…And Justice for All
One
For Whom the Bell Tolls
Creeping Death
Nothing Else Matters
Enter Sandman

Whiskey In The Jar
The Day That Never Comes
Seek & Destroy

Crédito das imagems: Facebook Metallica.

Publicado por

Led Zeppelin relança CDs consagrados

Led Zeppelin | Maionese

Na quinta-feira passada, 13 de março de 2014, o Led Zeppelin divulgou uma novidade que deixou seus fãs muito contentes: os álbuns mais vendidos/consagrados da banda voltariam às prateleiras das lojas em edições especiais remasterizadas e com áudios nunca lançados oficialmente.

Isso quer dizer que a edição especial dos álbuns trará músicas inéditas. “LA LA” (inserida em “Led Zeppelin II”), “Jennings Farm Blues”, “Bathroom Sound” E “Keys To The Highway/Trouble In Mind” (alocadas em “Led Zeppelin III”). Pela primeira vez, as canções serão integradas à discografia oficial da banda.

Já a reedição de “Led Zeppelin I” virá turbinada com o registro ao vivo do show feito em Paris (10 de outubro de 1969), ano de lançamento do disco de estreia do Led. Deem uma olhadinha no que está sendo preparado com muito amor para os fãs:

Led Zeppelin | Maionese

Led Zeppelin | Maionese

Led Zeppelin | Maionese

Os álbuns serão relançados em edição digital e nos formato CD e LP. Aqui no Brasil, não teremos LP nem versão deluxe incrível mas já teremos dois produtos bem bacanas pra matar a vontade de Led Zeppelin!

Publicado por

Os 50 melhores álbuns de 2013 segundo a Pitchfork

Top 50 Pitchfork 2013 | Maionese

Adoro listas de fim de ano. Sejam retrospectivas, resoluções para o ano seguinte… São sempre interessantes pois fazem aquele balanço geral do que foi bom/precisa melhorar. Uma das listas mais legais que passei os olhos recentemente foi a dos 50 melhores álbuns de 2013 segundo a Pitchfork.

Fiquei assustada com a quantidade de artistas/bandas da lista que nunca ouvi falar. E olha que tô sempre pesquisando novos artistas e tal… Por um lado achei mágico que esse tipo de coisa aconteça com a gente, é como se um novo mundo se abrisse cheio de novidades prontas para ser exploradas por ouvintes vorazes.

Lógico que não me aguentei e tive que ouvir todos os álbuns apontados pela equipe Pitchfork como os melhores do ano. Aproveito para avisar que esse é um post longo pois traz 50 artistas e um comentário bem curtinho do que achei de cada álbum. Fiquei feliz por ver alguns nomes nessa lista tão concorrida e também por ter encontrado novas “paixões”, bandas que eu nunca tinha ouvido falar e que já estão habitando meu celular, me acompanhando na cozinha ou nas corridas. Chega mais!

Continue lendo →

Publicado por

Smashing Pumpkins libera 5 vídeos do novo trabalho ao vivo

130325-billy-corgan

Alô, fãs do Smashing Pumpkins: cês tão sabendo que vem tem CD e DVD da banda saindo do forno, né? O presente pra gente se chama Oceania: Live In NYC.

smashing oceania

E já dá pra termos uma prévia do que vem por aí. A banda liberou 5 faixas pra gente já sentir um gostinho. São elas: “The Celestials“, “Ava Adore“, “Tonight, Tonight“, “Disarm” e “Bullet With Butterfly Wings“.

O CD/DVD foi gravado no Brooklyn, em Nova York, e traz a banda tocando o último álbum de estúdio, Oceania, na íntegra – além dos clássicos que arrastaram multidões mundo à fora. Vambora conferir cada faixa?

Assista The Celestials – Live At Barclays Center

Assista Ava Adore – Live At Barclays Center

Assista Tonight, Tonight – Live At Barclays Center

Assista Disarm – Live At Barclays Center

Assista Bullet With Butterfly Wings – Live At Barclays Center

Nota da autora: particularmente, não curti as versões. Tudo muito acelerado, vocês não acharam? Sem falar que a voz de Billy Corgan já não é mais a mesma. É, o tempo passou.

Publicado por