Archive

cinema

Posts on cinema.

Filmes de Março/14

Filmes de Março | Maionese

Em março, baixou a nostalgia e eu resolvi colocar o Netflix pra trabalhar. Todos os filmes que assisti foram por lá – fazendo valer o tutu investido – e dos quatro, três eram de ‘antigamente’. Foi curioso rever cada um deles (com exceção do primeiro, que nunca tinha assistido). Abaixo, seguem os meus comentários.

Easy A

Easy A | Maionese

Comédia divertida com Emma Stone, uma das queridinhas de Hollywood. Ela tá bem engraçada no papel da protagonista que, por conta de um boato, resolve pregar uma grande peça em todo mundo. Pra isso, ela se transforma completamente (visual, atitudes etc) e vai narrando tudo por um vídeo no YouTube.

Vale a pena assistir se você quer algo leve e divertido.

Link IMDB.
Nota: 8

Código de Honra (School Ties)

Código de Honra | Maionese

Um clássico dos anos 90, repleto de beldades masculinas da época. Independente disso, o filme conta a história de um jovem judeu, que ingressa em uma escola para meninos, dessas de elite, por conta de uma vaga no time de futebol. Ele acaba sendo um ‘intruso’ mas se enturma em pouco tempo. Porém, tem que esconder que é judeu (estamos nos anos 50) e enfim, as coisas acabam se complicando aos poucos.

Link IMDB.
Nota: 8,5

A Princesinha

A Princesinha | Maionese

Toda vez que assisto a esse filme, choro litros e mais litros. Dirigido por Alfonso Cuarón, conta a história de uma menininha que é mandada para uma escola integral para meninas ricas. Um belo dia, seu pai (vivido por Liam Cunningham – o Sor Davos de GoT) é considerado morto na guerra e a menina é obrigada a prestar serviços na escola para se manter. A atuação de Liesel Matthews (que também fez Força Aérea 1) é linda, impossível não se emocionar com essa história.

Link IMDB.
Nota: 9

Correndo Atrás

Correndo Atrás | Maionese

Enlatado adolescente do começo dos anos 2000, a comédia traz James Franco no comecinho de sua carreira – foi nesse filme que ele conheceu uma de suas primeiras namoradas, Marla Sokoloff (o namorico rendeu até uma sextape, bafônico). Outro ator que dá as caras no filme é Aaron Paul, em um papel bem coadjuvante.

Curiosidades à parte, o filme é bobo mas entretém. O guri que quer conquistar a guria popular da escola e que pra isso conta com a ajuda de outro rapaz, interessado na mocinha nerd e ‘sem graça’ bla bla bla.

Link IMDB.
Nota: 7

Publicado por

Filmes de Fevereiro/14

Filmes Fevereiro | Maionese

Entrando em maio e eu falando dos filmes de FEVEREIRO, meu Deus, sou uma fraude. Porém, o lado bom disso tudo é saber que filme é atemporal. Não é porque saiu em tal época que todo mundo tem que sair correndo e assistir. Comigo, pelo menos, a coisa funciona da seguinte maneira: preciso estar no humor pra tal filme.

A lista abaixo é um ótimo exemplo disso. Tem filme que tava no cinema, coisa que eu tava vendo pela segunda vez, um deles eu ignorei a vida toda e um belo dia me encantei de um jeito surpreendente. Dá uma olhada.

Her

Her |Maionese

O mundo inteiro comentava que esse filme era uma delícia, algo must see, que eu precisava assisti-lo ou morreria em 7 dias. A história é realmente muito bonita e o desfecho bem bacana. No entanto, pra mim, ficou faltando algo, não sei explicar. Acho que elevaram a obra de um jeito espetacular que fui esperando muito…

Link IMDB.
Nota: 8.

A Vida Sem Você

Minha Vida Sem Você | Maionese

Nunca tinha ouvido falar nesse filme até ver a sugestão no Netflix. No elenco, de conhecido só conhecia a Michelle Williams, que tava super novinha e tal. A história gira em torno da amizade de duas meninas, que se conhecem desde a adolescência, e que enfrentam todo o drama típico da época até o começo da vida adulta.

Confesso que gostei muito do filme, mesmo sendo bocó e sem ter nada de muito original. Cheguei a assistir duas vezes, apenas. Você fica torcendo pelas personagens, uma coisa louca.

Link IMDB.
Nota: 7,5

Apenas Uma Vez (Once)

Once | Maionese

Orçamento curto, história que acaba sem um desfecho “esperado”… nada disso tira o brilho de ‘Once’, que eu nem considero musicaaaal mas há quem enquadre no gênero musical sim. Glen Hansard (esse mesmo, o cantor) vive o protagonista do longa, ao lado de Markéta Irglová (juntos, formaram na vida real o projeto The Swell Season), encantando a todos com seus duetos e com a situação que vivem. Aquele encontro na hora errada, sabe?

E a trilha sonora? AMOR DEMAIS! Aproveitem pra ouvir Falling Slowly.

Link IMDB.
Nota: 9

Garota, interrompida

Garota Interrompida | Maionese

A primeira vez que assisti a esse filme eu era bem novinha e não lembrava bem da história. Até que outro dia vi a chamada na Netflix e lá fui eu. Angelina Jolie arrebenta em sua atuação e há muitas atrizes famosas no elenco (na época nem eram tão famosas assim). A história é bem bonita, vale muito a pena.

Link IMDB.
Nota: 8

As Aventuras de Pi

As Aventuras de Pi | Maionese

Esse filme merecia um post exclusivo, talvez um dia eu escreva, já que estou lendo o livro. Trata-se da história de Pi, já adulto, narrando uma história incrível de sobrevivência a um jornalista. Passamos o filme assistindo a essa narrativa, cheia de fantasia e situações inacreditáveis ao lado de animais, em meio ao mar. Até que no fim somos convidados a escolher uma versão para os fatos.

Nunca chorei tanto ao terminar de assistir um filme. As Aventuras de Pi é uma dessas histórias que você ignora achando que é boba e tal mas leva uma pernada daquelas ao ser surpreendido. A direção do longa fica por conta do mago Ang Lee, que usou e abusou de recursos tecnológicos para contar essa história de forma tão mágica.

Link IMDB.
Nota: 10

Publicado por

Boyhood: um filme gravado em 12 anos

Boyhood | Maionese

Se você acompanha a trajetória cinematográfica do diretor Richard Linklater, já sabe que o homem gosta de mexer com essa coisa do tempo em seus filmes. A trilogia Antes do Pôr Amanhecer, Antes do Pôr do Sol e Antes da Meia Noite estão aí pra comprovar essa marca registrada – os filmes foram gravados em um período de com os mesmos atores e mostram direitinho o amadurecimento tanto por dentro como por fora de cada um.

Recentemente, foi liberado o trailer de seu mais novo projeto, o filme Boyhood. Diferente da trilogia citada anteriormente, estamos falando de uma obra única, mostrando um período de 12 anos na vida de um menino. Ou seja: o filme foi produzido com os mesmos atores durante todo esse tempo (um tanto de cenas a cada ano)! Fico pensando na responsabilidade e dedicação desse homem, coordenando um projeto por tanto tempo. Palmas, viu?

Boyhood

Boyhood | Maionese

Novamente, temos Ethan Hawke no elenco, ao lado de Patricia Arquette, Lorelai Linklater (filha do diretor) e Ellar Salmon, no papel do menino. Só de ler a sinopse já morri de amores, depois de assistir ao trailer então… deve ser uma coisa linda!

Boyhood | Maionese
Ethan Hawke, Lorelai Linklater, Ellar Salmon, Patricia Arquette e Richard Linklater

Clique no player abaixo para assistir ao trailer do filme:

Assista ao trailer de ‘Boyhood’ no YouTube

A Indiewire publicou uma entrevista com o diretor, bem interessante pra que quiser entender melhor todo esse desafio. Aqui, um review do filme, exibido no Sundance Festival.

Publicado por

Coisas que amei: 20/04 a 26/04

Coisas Que Amei | Maionese

Na última semana, consegui dar uma atenção maior ao meu querido Feedly. Com a ressaquinha de feriado que rolou e um deles bem no meio da semana, deu pra tirar o pé do acelerador e dar um descanso pro cérebro. Eu, definitivamente, preciso de férias – ainda bem que a viagem pro Peru tá chegando.

O post de hoje tá recheado de dicas e novidades. Tem sugestão pra deixar a casa mais bonita, o celular mais charmoso e algumas tips de moda e maquiagem. Vamos ver o que separei:

- O Dcoração customizou a parede do home office de um jeitinho diferente. Ao invés de usar a tradicional tinta fosca para reproduzir o aspecto de quadro negro, escolheram o contact pra cumprir a missão. E olha, ficou muito gracioso! Confesso que desejei no meu home office.

- O lindo blog da belíssima ModCloth fez um post super visual pra te ajudar a escolher os próximos óculos de acordo com o formato do seu rosto. Quantas vezes a gente não fica na dúvida com o que combina melhor conosco, né? Embora eu seja do time que tem que experimentar pra ver se rola… achei o post bem útil.

- Ainda no blog da ModCloth, vi esse post com backgrounds para download, todos inspirados em frutas. Aliás, sou só amores pra essa tendência de patterns com abacaxis e outras frutinhas. Freebies perfeitos para deixar os gadgets na moda.

- Quem cozinha diariamente sabe como é importante termos alguns equipamentos básicos na hora de preparar os quitutes. A Ana Paula Buzzo, do Não Provoque fez uma lista com 10 itens fundamentais para confeitaria. Vai de batedeira a termômetro, galera.

- Nesse post aqui, falei da linha que a MAC vai lançar em parceria com um dos hypes do momento, a cantora Lorde. O blog Starving organizou um guia de batons para ficar com o bocão parecido com o da moçoila, que usa e abusa de roxos e vinhos – que é a coisa mais linda pro invernão, né? O mais legal é que o post traz opções nacionais e acessíveis pra quem nem sempre pode investir em batons gringos.

- É cada vez mais real: o filme Jem e as Hologramas já tem parte do casting escolhido e até pôster de divulgação! Cheio de atrizes que nunca ouvi falar, dá um certo medinho do que está por vir… mas ainda assim, a curiosidade é maior. Ainda sem data de estreia mas pelo visto com muita divulgação em torno do filme.

Publicado por

Filmes de Janeiro/14

Filmes de Janeiro | Maionese

Eu sei, a gente tá quase em abril e eu, com a minha cara de pau peculiar, tô aqui fazendo um post com o título “Filmes de JANEIRO. Sério, como vocês ainda leem esse blog? Até hoje não fiz post sobre New York, isso porque viagem tem quase um ano…

Mas vamos lá. Em fevereiro e março fui mais devagar, tudo graças ao VÍCIO em séries. Aliás, acho que rende um post. Peguei amor com Scandal, House of Cards e sua segunda temporada… Além disso, voltei a ler, ler bastante. Então os filmes ficaram meio que em segundo plano. Porém, janeiro foi bem produtivo e eu assistir bastante coisa pré-Oscar. Vamos lá:

Dallas Buyers Club

Dallas Buyers Club | Maionese

Um dos melhores filmes que assisti até o momento. Jared Leto está perfeito, não foi à toa que levou dois prêmios por sua atuação como ator coadjuvante. E Matthew McConaughey… que transformação. Não digo só em relação ao emagrecimento mas sim no sentido de atuação. Esse homem mudou da água pro vinho, gente!

O filme conta a história de um homem já acima dos 30, homofóbico e racista, aquele típico red neck norte-americano, sabe? Um belo dia, o homem descobre ser soropositivo. Veja bem, estamos falando da década de 80, um período em que havia muito preconceito e poucas certezas em relação à AIDS. Ser soropositivo era sinônimo de promiscuidade mas, nos homens, era certeza de homossexualismo. Como Deus pregou uma bela peça nesse senhor, não é mesmo?

É nesse cenário que Ron luta com todas as forças para tratar sua síndrome, indo a extremos, inclusive legais. Fiquei emocionada diversas vezes durante o filme e boa parte disso foi por conta da atuação de Matthew e Jared. Até a Jennifer Garner manda bem no filme.

Link IMDB.
Nota: 9,5

Blue Jasmine

Blue Jasmine | Maionese

Um filme que veio cercado de comentários positivos, muitos deles em relação à atuação de Cate Blanchett. Era um dos mais comentados no pré-Oscar então assisti cheia de expectativas. Gente, fiquei frustrada.

A atuação de Cate é realmente incrível. Você ama e odeia a personagem ao mesmo tempo, pois como essa mulher é HUMANA, REAL. Por outro lado, achei a história meio fraca, não sei explicar. Aquela sensação de que ao terminar de assistir ao filme, fica um buraco, sabe? “Ah mas é Woody Allen”… caguei pra ele. Enfim, não é um filme ruim mas não achei tão maravilhoso quanto pintaram não.

Link IMDB.
Nota: 8

O Lobo de Wall Street

O Lobo de Wall Street | Maionese

Um filme louco, intenso e maravilhoso. Assim resumo O Lobo de Wall Street, que conta a história de um jovem ambicioso que descobre uma verdadeira mina de ouro. O “pulo do gato” o leva a construir um verdadeiro império, envolto a muita droga, sexo e sonegação fiscal. Nem acontece esse tipo de coisa nos dias de hoje, né?

Leo, Matthew McConaughey foi incrível em Dallas Buyers Club. Mas você fez magia nesse filme também. Esse Oscar era teu, meu caro… :(

Link IMDB.
Nota: 9,5

Don Jon

Don Jon | Maionese

Fiquei bastante curiosa quando vi o anúncio desse filme no Festival do Rio. Joseph Gordon-Levitt, o muso de nossa geração, dirigindo seu primeiro filme. Ao ler a sinopse, imaginei uma coisa. Ao assistir o filme, vi que era um tanto diferente.

Don Jon conta a história de… Jon. Um rapaz como tantos com os quais já cruzamos por aí: trabalhador, cuida do corpo, tem um carro, é pegador… O cara é uma máquina! Um belo dia, Jon se apaixona loucamente por uma mulher super gata, vivida por quem? Scarlett Johansson. Tinha tudo pra ser perfeito se Jon não caísse na mesmice de um relacionamento confuso. É aí que ele encontra a Julianne Moore e muita coisa passa a mudar dentro de si.

Resumindo: o filme só ficou legal na minha opinião da metade pro final. É praticamente uma história de transformação pessoal só que vivida por um homem. Gostei bem mais ou menos.

Link IMDB.
Nota: 7,5

O Segredo dos Seus Olhos

O Segredo dos Seus Olhos | Maionese

Há séculos queria assistir a esse filme, porém não encontrava em lugar algum. Acabei baixando um torrent mas aí sofri com o problema da legenda que não sincronizava nem acendendo vela pro santo. Um belo dia, adivinha quem tava dando sopa no Netflix? Sim, o filme. Não pensei duas vezes. Larguei o que tava fazendo e dei “play”.

Ricardo Darín vive um investigador aposentado que inspira-se em um caso não resolvido do passado para escrever seu primeiro romance. Porém, ao revisitar essa história sem desfecho (o estupro e assassinato de uma jovem), o homem acaba embarcando novamente na trama, que mexe com outras histórias até então enterradas – como seu relacionamento com uma companheira de trabalho. E o final do filme… JESUS! Que história! Que personagens! Se ainda não assistiu, por favor, prepara uma pipoca ou brigadeiro e se jogue nesse domingo.

Link IMDB.
Nota: 9,5

Questão de Tempo

Questão de Tempo | Maionese

Esse foi um dos filmes que mais me surpreendeu até o momento. Pelo pôster, ao ver a Rachel McAdams sorrindo na chuva, pensei na hora em “Diário de uma paixão”. Pensei com meus botões “lá vem mais um daqueles dramas de amor que a gente jura que não tem paciência mas sempre vê e acaba chorando no fim”. Mordi a língua. Questão de Tempo conta a história de um jovem que descobre, aos 21 anos, ter poderes sobrenaturais: ele consegue viajar pelo tempo, tendo a oportunidade de mudar a história presente.

A história em si é muito bacana e mesmo sabendo que é impossível (por enquanto) fazer esse tipo de coisa, você acaba se divertindo e ainda rola umas lágrimas no final. O desfecho é a coisa mais linda!

Link IMDB.
Nota: 9

Publicado por

As mulheres dos filmes de Scorsese

As mulheres de Scorsese | Maionese

É sempre uma lindeza quando a gente se depara com uma compilação de melhores momentos de um determinado artista. Nesse caso, às vésperas de mais um Oscar (a entrega do prêmio acontece no dia 02 de março), seja lá qual for o seu filme/ator/diretor preferido… não podemos deixar de falar de Martin Scorsese. O diretor é um dos nomes mais falados por conta do filme O Lobo de Wall Street (embora o holofote mesmo recaia sobre Leonardo DiCaprio, que está incrível.

No entanto, ao olhar para o passado cinematográfico do aclamado diretor, é impossível esquecer alguns personagens femininos tão marcantes, atrizes que deram vida a mulheres inesquecíveis. Foi pensando nisso que o produtor & videomaker Nelson Carvajal compilou em um vídeo de aproximadamente 10 minutos algumas dessas personagens. Aliás, o vídeo me deixou com vontade de assistir a algumas obras do diretor – e rever outras.

As mulheres de Scorsese | Maionese

As mulheres de Scorsese | Maionese

As mulheres de Scorsese | Maionese

Clique aqui para assistir ao vídeo ou no player abaixo.

Press Play VIDEO ESSAY: Women In The Works Of Martin Scorsese from Nelson Carvajal on Vimeo.

Via Fubiz.

Publicado por