Posts Tagged ‘clipes’

Mumford & Sons lança clipe para a canção Hopeless Wanderer

Mumford & Sons | Hopeless Wanderer

Novo clipe do Mumford & Sons na área. E quem assistiu certamente deu risada. Isso porque os integrantes  Marcus, Ted, Ben e Winston saem de cena e cedem lugar para que quatro atores deem sua versão do novo single da banda.

Jason Bateman de Arrested Development/Juno/The Kingdom interpreta Winston Marshall, Ed Helms de The Office/The Hangover é Ben Lovett, e  Jason Sudeikis Will Forte, que já fizeram parte do elenco de Saturday Night Live, assumem os papéis de Marcus Mumford e Ted Dwane respectivamente, e tornam-se Mumford & Sons no clipe!

Ed Helms, que interpreta Ben Lovett, resumiu a experiência: “Nos divertimos muito gravando esse vídeo e o produto final apenas confirma o que eu senti lá – ainda bem que somos uma banda fake. Somos muito agradecidos por sermos uma banda falsa bem sucedida. Foram anos de dedicação fake e um falso trabalho árduo pra chegar até aqui. E eu realmente acredito que somos a vanguarda da fraudulência desprezível.”

Brincadeiras à parte, o clipe é dirigido por Sam Jones, que já dirigiu o Mumford no clipe da canção Babel.

Assista ao clipe “Hopeless Wanderer”.

Release: Universal Music Brasil.

Sivu – Better Man Than He

sivu-1

Imagens de um exame médico? Não… Trata-se de um clipe! Sim, isso mesmo, um clipe. O artista Sivu passou quase 3 horas gravando o clipe da canção “Better Man Than He” utilizando um equipamento de ressonância magnética. O resultado é incrível: você acompanha cada movimento dos nossos órgãos envolvidos na fala. A língua, as cordas vocais… Sem falar que a música é linda também.

sivu-2

sivu-3

Para assistir ao clipe completo, é só clicar no player abaixo ou aqui:

Via swissmiss.

Fall Out Boy is back!

Fall Out Boy

Para a alegria da garotada, o Fall Out Boy está de volta na estrada! A banda anunciou o fim do hiatus – desde 2009, quando decidiram dar um tempo. O novo álbum, intitulado “Save Rock And Roll” tem data de lançamento: 6 e 7 de maio. E não fica por aí: a banda sai em turnê mundial.

Quando éramos crianças, a única coisa que nos conduziu através da maioria dos dias foi música. Foi por isso que começamos o Fall Out Boy em primeiro lugar.

Isso não é uma reunião, porque nunca nos separamos. A gente precisou ligar os plugs de volta e fazer música que significasse algo para nós.

E vocês querem saber o que vem por aí? No domingo, os caras liberaram o clipe da canção “My Songs Know What You Did In The Dark (Light Em Up)”. Pra assistir, é só clicar no player abaixo ou aqui.

.
Não sei vocês… eu não curti a novidade. Prefiro os velhos tempos:

Top 10 Tears For Fears

De vez em quando me bate uma vibe anos 80 e eu corro pro YouTube pra matar as saudades. Outro dia, desenterrei Tears For Fears e gente, como essa banda era incrível! Aliás, a banda era perfeita: letras bonitas, vocais maravilhosos (tanto Roland Orzabal quanto Curt Smith mandavam MUITO bem), muitos sintetizadores e melodias que inspiram bandas de hoje. Aliás, o Tears For Fears fez escola.

A banda continua fazendo shows pelo mundo e até esteve recentemente no Brasil. Não dei muita bola mas é claro, se arrependimento matasse… Por isso, resolvi fazer esse Top 10 Tears For Fears. A ideia era fazer um Top 5 mas não consegui ficar em apenas 5 músicas. Resolvi também que não iria montar um ranking das minhas preferidas porque chega a ser injusto, fico muito na dúvida entre duas ou três pra colocar em 1º lugar. Então apenas listarei 5 canções dessa banda maravilhosa.

Sowing The Seeds Of Love (1989)

Shout (1985)

O mais interessante é que esse vídeo é de uma apresentação da banda em 2010. Essa canção tem quase a minha idade (ela é de 1985 e eu sou de 1982) e gente, como esse vocalista continua cantando bem, parabéns ae, viu?

Pale Shelter (1982)

Woman In Chains (1989)

Lembro até hoje do dia em que assisti ao videoclipe. Fiquei apaixonada!

Mad World (1982)

Uma das músicas mais bonitas do Tears For Fears. Foi o 1º single da banda e também ganhou uma versão incrível de Gary Jules – e um clipe lindo dirigido pelo Michel Gondry. A versão foi gravada especialmente para a trilha sonora do filme Donnie Darko.

Head Over Heels (1985)

Everybody Wants To Rule The World (1985)

Eu escuto essa música hoje e sou teletransportada diretamente para minhas tardes colorindo folhas de papel com giz de cera, tomando nescau com Skinny. Chega a dar uma pontadinha aqui dentro, sabe? Ô, saudosismo bão!

Break It Down Again (1993)

Advice For The Young At Heart (1990)

The Working Hour (1986)

No iPod: Marcelo Camelo – Vermelho

Já ouvi muita gente falar que o último álbum do Marcelo Camelo, Toque Dela (2011), é chato pra dedéu. Que ele abusou dos efeitos nas músicas, nas viagens… Eu discordo completamente. Acho que é um dos álbuns mais bonitos que ouvi recentemente.

Uma das minhas músicas preferidas? Vermelho. Além da melodia serena, a música tem uma letra super bonita. E, sendo assim, quando a gente curte muito uma música, fica imaginando como seria um clipe perfeito pra ela. Daí eu descobri que ele existe (e faz juz a toda beleza da canção):

As vezes eu só quero descansar
Desacreditar no espelho
Ver o sol se pôr vermelho

Acho graça
Que isso sempre foi assim
Mas você me chama pro mundo
E me faz sair do fundo de onde eu tô de novo

Hoje é dia de Noel!

Nunca vou esquecer do dia em que virei para uma das minhas melhores amigas (na época, estávamos na escola) e falei que odiava Oasis.

A gente estava na porta do shopping e não lembro o contexto, claro. Mas era época da febre “Wonderwall”, praticamente todos os adolescentes matriculados nos cursinhos de inglês tinham aprendido a cantarolar essa canção e outros tantos aborrecentes entoavam um dos hinos da geração MTV. A mesma que havia amado com tanta força Nirvana e o seu Unplugged (quem nunca?).

A minha revolta com o Oasis era aquela típica síndrome de underground. Aquele sentimento egoísta e levemente ridículo de ser o único mortal a conhecer determinada banda/artista. Era como se “Wonderwall” e tantas outras músicas da banda pertencessem somente a minha pessoa. Mas, graças a Deus, eu aprendi que ser fã de verdade não é querer ter algo bonito só pra si mas ao contrário, é querer compartilhar aos quatro cantos.

Hoje assistirei ao meu ex-Oasis favorito: Noel Gallagher. Ele fez um álbum solo tão incrível que supera qualquer bobagem que venha a declarar para os jornalistas. Você abstrai as falas e foca apenas na música. Sem dúvida, é um dos melhores álbuns dos últimos tempos esse “Noel Gallagher’s High Flying Birds”. E se você não concorda, releve por obséquio. Aqui quem vos fala é uma fã desde os tempos da melancolia estudantil, dos tempos em que os dramas giravam em torno dos livros de química e de todas aquelas equações gigantescas…

“Ride The Tiger” é uma espécie de curta, formado por três clipes e cenas inédias. São eles: “If I Had A Gun”, “The Death Of You And Me” e “AKA…What A Life”.  Uma boniteza daquelas!

No iPod: Last Dinosaurs – Zoom

Descobri o Last Dinosaurs na semana passada e já perdi as contas de quantas vezes ouvi “Zoom”. No caminho pro trabalho, na volta pra casa, durante a labuta… Pra falar a verdade, o álbum todo (“In A Million Years”) é sensacional! Desses que você ouve todas as músicas sem “pular”, sabe? Me lembrou muito Two Door Cinema Club e The Kooks, só que melhor.

A banda, que é australiana, lançou seu primeiro álbum depois de emplacar alguns sucessos mundo à fora. No currículo, acumulam participações em grandes festivais internacionais e já abriram para bandas como Ash, Foals, We Are Scientists e Foster The People. Não duvido nada que apareçam pelo Brasil no próximo Planeta Terra (o que seria uma maravilha).

Enfim, façam esse favor aos seus ouvidos e assistam ao clipe (aqui ou no player abaixo):

“Felicidade”, de Marcelo Jeneci, vem aí

Marcelo Jeneci é um dos nomes mais falados da nova safra da chamada “nova música brasileira”.

Conheci o trabalho desse artista por indicação de amigos, que compartilharam alguns vídeos do YouTube de suas apresentações ao vivo, algumas com um outro Marcelo, o Camelo.

Compositor, músico e cantor. Com o álbum “Feito Pra Acabar”, Marcelo Jeneci mostra ao grande público com uma voz tímida e com letras lindas e sem maiores rodeios, porque merece estar onde está. Sem dúvida, seu disco é uma das coisas mais bonitas de 2011 e que venham coisas muito bonitas por aí. Como o clipe de “Felicidade”:

No canal do Marcelo Jeneci no YouTube, você pode ouvir as músicas do álbum “Feito Pra Acabar”, que é uma coisa apaixonante. Destaque pra faixa “Pra Sonhar”.