Browsing Tag

filmes

filmes

Assistidos: As Coisas Impossíveis do Amor, Jerry Maguire, Quando o Amor Acontece

Depois de um longo inverno assistindo somente séries (Mad Men ❤) resolvi tirar a teia de aranha da listinha de filmes. Dei uma zapeada rápida no Netflix e encontrei alguns filmes antigos que sempre quis assistir mas tinha preguicinha. Ah, entrou um ~novo~ também que já tinha ouvido falar bem e tal. Vamos lá aos comentários.

1. As Coisas Impossíveis do Amor

Netflix me avisou sobre esse filme, se não me engano naquele display de destaques. Pela descrição, parecia ser mais chatinho do que realmente é. É uma história interessante e comovente, mostrando as complicações entre um casal que lida com tanto problema em pouco tempo. Em muitos casos daria vontade de mandar tudo pros infernos mas os personagens resolvem de outro jeito. Natalie Portman tá ótima nesse filme, vale a pena ver pela atuação dela.

2. Jerry Maguire

Já tinha assistido Jerry Maguire algumas vezes quando era mais nova mas bateu aquela vontade de ver novamente. Eu não era tão crítica antigamente e logicamente ignorei os clichês e caras e bocas do Tom Cruise. Dessa vez, só consegui focar na ~mensagem~ que rola no filme. Quantas vezes a gente já não foi meio Jerry? Meio Dorothy? Abraçando o mundo com as pernas, numa sociedade cada vez mais competitiva. Muitas vezes não sobra espaço para o amor.

Destaque para duas cenas maravilhosas >> essa e essa.

3. Quando o Amor Acontece

Ahhhh comédias românticas… De vez em quando são tão deliciosas! Ainda mais quando tem Sandra Bullock e Harry Connick, Jr (vivendo um cowboy, super novinho). Bom, cês acham que eu só assisto filme incrível, que só trago vitória pro blog, então, queria avisar que ESSE FILME É UMA BELA BOSTA! Mas sabe quando é fofinho? Essa definição é péssima, okay. Mas esse é um daqueles filmes que a gente assiste pra dar uma desplugada do mundo, de coisas mais ~cabeça~ e se deixa levar. Bate uma certa culpa por passar quase 2h da vida assistindo e tal, não acrescenta nada, os personagens são péssimos, Forest Whitaker mandou mal, mas eu gostei de assistir num desses domingos em que você acorda meio sem saber o que fazer.

.

Semana que vem devo trazer mais uma leva de filmes que assisti, graças às férias do Pedro – tô aproveitando e tirando uns dias pra relaxar um pouco, ainda mais depois da mudança infernal. O que vocês sugerem? Deixem as dicas aqui nos comentários!

acompanhe o maionese por aí:

 curta o blog no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets  snapchat: hackelz

filmes

Assistidos: Amores Imaginários, Tomboy e O Abutre

Hoje resolvi indicar três filmes bem distintos porém com um detalhe em comum: todos foram premiados de alguma forma em festivais de cinema pelo mundo. Os dois primeiros são sugestões mais “alternativas”, o primeiro pode causar certa estranheza aos que estão mais acostumados a filmes “blockbusters”. O último é mais Hollywood porém com uma pegada dark interessante.

Chega de papo furado e vamos à seleção!

1. Amores Imaginários

Adoro quando sou surpreendida por um grande filme. Já tinha ouvido falar do filme, “belo dia” vi o filme dando sopa no Netflix e parei pra assistir. Dirigido e estrelado pelo jovem canadense Xavier Dolan, conta a história de dois amigos que tem a vida balançada por um jovem forasteiro, cheio de mistério e tudo mais. Poderia ser mais um filminho cliché mas com a lindeza de fotografia e trilha sonora, passa a ser algo além.

2. Tomboy

Esse filme foi premiadíssimo na época de seu lançamento em diversos festivais. Também pudera. A atuação perfeita de uma atriz tão jovem e sem muita experiência frente às câmeras, uma história que vem sendo cada vez mais discutida, tudo isso feito de um jeito tão delicado e bonito. Tem horas que o coração aperta porque a gente sofre junto com a personagem. Não vou falar mais, assistam, por favor!

3. O Abutre

Fiquei muito ansiosa pra assistir a esse filme na época em que foi lançado. Falaram maravilhas da atuação de Jake Gyllenhaall e sei que ele dá show com aquele olhar psicótico, principalmente quando o filme pede esse tipo de atuação mais on fire. E é isso que ele entrega nesse suspense que vai te fazer pensar no seguinte: qual é o limite da busca pelo sucesso?

Dica: todos os filmes estão disponíveis no Netflix! \o/

Assistidos | Maionese
filmes

Assistidos: Desejo e Reparação, Donnie Brasco e Chef

Aproveitando que tem muita gente curtindo feriadão prolongado pra indicar aquele trio esperto de filmes. Aliás, os títulos não tem praticamente nada a ver um com o outro, pra vocês terem certeza de que a pessoa que vos escreve tem um gosto bastante peculiar para películas, certo?

Os “assistidos” incluem um título mais antiguinho, outro mais ou menos recente e um recente. Aliás, sobre o recente, eu poderia ficar horasssss falando mas preferi ser sucinta. Alguns de vocês pediram que eu falasse mais de assuntos gastronômicos aqui no blog, com uma pegada mais pessoal, e cá estou trazendo o assunto pra mesa. Aliás, essa semana teremos mais um post com essa ~veia~ gastrô, mas isso fica pra depois. Vamos aos filmes?

.

1. Desejo e Reparação

Sei que tem gente que morre de preguiça da Keira Knightley, eu mesma dou uns bocejos  quando noto as mesmas expressões, trejeitos, nos personagens de época que ela interpreta. Porém, Desejo e Reparação ganha o espectador pelo enredo, por todo o resto. A fotografia é linda, e o final, surpreendente (e triste). De soluçar de chorar, coisa que eu fiz.

Não satisfeita, mandei mais overdose de Keira assistindo pela milésima vez Orgulho e Preconceito. Como amo esse filme, galera.

2. Donnie Brasco

Muita gente só conhece Johnny Depp pelos filmes toscos de hoje em dia (ou pelo jeitão meio excêntrico de ser). Em sua carreira, há uma atuação excelente, na pele do agente infiltrado Joe Pistone/Donnie Brasco, que investiga um grupo de mafiosos baseado em NY durante os anos 90. A história é baseado em fatos reais e traz Al Pacino + elenco repleto de carinhas conhecidas.

3. Chef

Tá aí um filme que merecia um post exclusivo. Como eu AMEI Chef, pessoal! Amei, amei, amei! Primeiro que o filme é de uma leveza, daqueles que você esquece do tempo e embarca na história. Segundo que, se você cozinha ou aprecia uma boa gastronomia, vai ficar encantado.

O elenco é maravilhoso, Jon Favreau escreveu, dirigiu e atuou no filme, vivendo um chef que precisa se reinventar e buscar uma nova oportunidade de trabalho. Em paralelo, precisa também se aproximar mais do filho, com quem tem uma relação um tanto quanto conturbada. Você ri, sente fome e até se emociona com essa história tão bonita! PS: duvido você não tentar reproduzir um dos pratos preparados no filme. Dica: o misto-quente.

.

Ah, todos os filmes citados na postagem estão disponíveis no Netflix (não é jabá)!

acompanhe o Maionese por aí:

 curta a nossa página no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets 

Assistidos | Maionese
variedades

Assistidos: Cake, Se Eu Ficar e Psicopata Americano

Resolvi atualizar a coluna de filmes aqui do blog. Geralmente, segmentava os assistidos por mês e acabei achando ruim para montar esses posts, pois tinha mês que rolavam 5, 6 filmes para comentar. Os posts ficaram super compridos e ninguém prestava muita atenção, ficava cansativo e tal. Por isso, resolvi fazer um resuminho dos que eu achar mais interessantes quando juntarem uns três títulos mais ou menos, acho que fica de bom tamanho, concordam? 😉

PS: de vez em quando vão pintar resenhas mais individuais… quando eu realmente me apaixonar por um filme e quiser falar só dele, com “textão”.

Por conta do feriadão, tô me jogando COM FORÇA nos filmes. E são eles que trago no post de hoje.

1. Cake – Uma razão para viver

Na época do Oscar, vi muita gente comentando o quão injusto foi deixar Jennifer Aniston de fora das indicações por conta de sua atuação em Cake – Uma Razão Para Viver. E posso dizer que engrossaria o coro hoje. Estava acostumava a vê-la em comédias românticas e que bacana foi vê-la vivendo um papel tão denso e cheio de traumas no longa.

Claire frequenta um grupo de apoio por conta de um grande trauma que transformaria sua vida de um jeito bastante complicado. O casamento chegou ao fim, ela tem dores por todo o corpo e não consegue (sobre)viver sem a ajuda de remédios. Sempre duelando com a própria mente. Até que sua história se cruza com a de Nina, também frequentadora do grupo, e que cometera suicídio. A partir daí, Claire cria uma espécie de obsessão por esse passado e acaba conhecendo Roy, ex-marido de Nina. A história se desenrola com um final bastante emocionante.

2. Se Eu Ficar

Cruzei com esse filme em destaque no Popcorn Time e fiz a egípcia. Porém, numa dessas de assistir “algo leve”, resolvi dar uma chance e… me apaixonei pelo filme. Baseado no best seller escrito por Gayle Forman, Se Eu Ficar conta a história de Mia (Chloë Grace Moretz, uma adolescente introspectiva, criada em uma família bem diferente do normal (a mãe é a Mireille Enos que tá DIVA!). Ela sonha em ser musicista e ainda na escola conhece o lindo Adam, que começa a trilhar no caminho da música, sendo líder de uma banda de rock alternativo. Aquela coisa: o menino popular gosta da menina nhé até que algo bizarro acontece: Mia sofre um terrível acidente de carro e fica em coma. O filme mostra a personagem analisando cada momento de sua história até o acidente e nos coloca diante da escolha de continuar vivendo ou se deixar levar pela morte.

A trilha sonora é fofa e o ator que vive um dos protagonistas canta de verdade boa parte das canções.

3. Psicopata Americano

Vi o filme em destaque no Netflix e embarquei na sugestão. Obrigada, Brasil. Já tinha ouvido falar e Psicopata Americano, estrelado por Christian Bale, mas sabe quando você ignora porque a wishlist tá repleta de episódios de Grey’s Anatomy? Minha nossa senhora, que maravilhosidade! A começar pela atuação desse rapaz que é incrível. Depois que o filme é uma alfinetada na sociedade norte-americana dos anos 80, com direito a trilha sonora perfeita e trechinho de discurso do ex-presidente Ronald Regan.

Bom, não quero entrar muito em detalhes mas preciso dizer que o filme é uma espécie de terror cômico, porque só assim pra falar de alguns diálogos incríveis que vão te arrancar risadas. Patrick é milionário residente de um lindo apartamento em Nova Iorque, porém seriamente perturbado. Um de seus passatempos preferidos é assassinar pessoas. E quem diz isso é o próprio personagem, cheio de trejeitos e frases de efeito. Inclusive, já incorporei ao meu arquivo de bordões “já volto, vou devolver algumas fitas”. Se ainda não assistiu, corre. Depois volta aqui pra falarmos sobre o final WTF.

.

Essas são as minhas três indicações pra você curtir nessa reta final de feriado. Tem para todos os gostos, saca? Ansiosa pra saber o que vocês acharam!

.

Se você recebe os posts do blog por email, vai notar uma diferença no formato das mensagens. Agora estou fazendo uso de uma ferramenta que deixa tudo mais bacana e organizado. Inclusive, vou encaminhar resumos mensais com o melhor de cada período. Clique aqui para assinar a newsletter do blog!

acompanhe o Maionese por aí:

 curta a nossa página no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets 

conversas

Guia de sobrevivência em tempos de Carnaval

Plena segunda-feira de Carnaval e achei digno e necessário compartilhar aqui no blog o meu Guia de Sobrevivência para essa época do ano. Nunca fui de bloquinho, bailinho, nada disso. Sempre curti os dias de folga para viajar ou simplesmente fazer tudo diferente. Até o momento, sábado e domingo foram dias agitados pois inventamos de visitar amigos em outros bairros e é sempre uma aventura se deslocar pelo Rio de transporte público. Ainda mais morando longe, certo?

Masssss hoje resolvemos colocar as pernas pro ar. Almoço quase janta, lista de filmes para assistir, ficar totalmente entregues apenas esperando o desfile da União da Ilha na TV – ano que vem, SE DEUS QUISER, tô na Sapucaí. Então, se você é como eu e curte o feriadão pra se dar um descanso, tenho certeza que vai fechar comigo nessa listinha abaixo!

:: comer e comer como se não houvesse amanhã ::

Antes do feriado, do caos das filas gigantes com pessoas comprando todo o álcool do supermercado, faço uma lista caprichada de itens que não poderão faltar na minha geladeira no feriado. É a época em que aproveito pra testar receitinhas com calma, almoçar cachorro-quente, jantar pizza, pão de queijo… SEM CULPA!

:: lista de filmes para assistir no Netflix/Popcorn Time ::

Diz aí se você não tem uma listinha de filmes para assistir, acumulada? Pra completar, dia 22/02 tem Oscar e a gente sempre fica naquele desespero de querer saber o que tá concorrendo ao que. Melhor Filme? Quais? Melhor Atriz? Socorro! A Dani Cruz do Mais Magenta compartilhou essa tabela aqui com todos os filmes que estão concorrendo e é um ótimo checklist pra você ir se guiando. No Popcorn Time tem bastante coisa, no cinema também (pra quem tiver como pegar alguma sessão – alguns filmes voltaram a ser exibidos depois de serem indicados).

Birdman: meu favorito, so far.

:: livros, livros e mais livros ::

Da mesma maneira que você tem aí uma lista de filmes para assistir, boto fé que a pilha de livros tá dobrando o Cabo da Boa Esperança. ACERTEI, né? Aqui em casa recebi livros maravilhosos na última semana, sem falar que estou finalizando mais dois. Cadê tempo pra terminar a leitura de tudo? Talvez hoje. Talvez amanhã. Só um feriado não é suficiente pra tanto livro.

:: colocar a leitura dos blogs favoritos em dia ::

Já foi o tempo em que eu conseguia acompanhar todos os meus blogs favoritos. Hoje em dia, tá puxado. Acabo passando semanas sem visitá-los e isso me deixa um pouco triste porque gosto desse contato principalmente com blogs-amigos. Mas em alguns meses as coisas vão dar uma relaxada e terei mais tempo de respirar. Por isso, separei uma tarde pra zerar o Feedly, abrindo um link ou outro pra deixar comentário (adoro quando consigo deixar comentários).

:: colocar a papelada em dia ::

Quando você vira pessoa jurídica, o volume de notas fiscais, boletos, contas e etc aumenta num grau absurdo. E com a virada do ano, é muito importante separar uma pastinha nova pra organizar tudo, não é mesmo? Que tal aproveitar o carnaval pra organizar a burocracia? Aqueles extratos de banco velhos, ou fatura de cartão com mais de 5 anos… Manda pro lixo, menina! Olha o feng shui!

:: esquecer da vida no Pinterest ::

Eu sempre digo que meu sonho é que alguém me dê “um dia” para ficar “pinnando” coisa até o dedo cansar. Como tô cheia de coisa pra fazer, separei algumas horas pra isso. E como é delicioso! Receitas novas, ideias para arrumar o apê… amo muito essa rede social!

:: maratona de cervejas com os amigos ::

Aproveitei o comecinho do Carnaval para visitar a casa de dois casais de amigos (sábado e domingo na casa de cada um). Lógico que rolou aquela cervejinha marota. Eis uma oportunidade de juntar uma turma bacana e cada um levar uma cerveja diferente. Se a grana tiver mais apertada, pode ser a cerveja mais em conta, desde que não dê dor de cabeça no dia seguinte! 😉

Se você estiver empolgado com academia, como eu bizarramente estou, acrescentaria mais um item à lista:

:: malhar logo cedo, aproveitando o horário especial da academia ::

Tô malhando numa academia que abre domingos e feriados. Isso tem me dado uma motivação extra pra cuidar mais do corpo. Porque quando não consigo durante a semana, acabo indo no fim de semana mesmo e é uma beleza porque tá vazia! Agora no Carnaval então, só tem eu, a recepcionista e os professores, tudo desejando estar no bloco! Faço minha esteira no ar (ratinho de laboratório style) e depois ainda tomo uma água de coco no caminho pra casa! 

.

Adoraria aproveitar os dias de descanso pra curtir uma praia mas digamos que os entornos das praias estão dominados por foliões nos bloquinhos, então é algo impossível. Talvez na quinta ou sexta role algo do tipo, o que é bem legal já que boa parte das pessoas ou já vai estar trabalhando ou viajando.

E você, o que curte fazer no Carnaval?

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Lola Contra o Mundo | Maionese
filmes

Filme da Semana: Lola Contra o Mundo (2012)

Lola Contra o Mundo | Maionese

Desde que fiquei “órfã” de The Killing, saí em busca de outros trabalhos que os protagonistas Joel Kinnaman e Mireille Enos tivessem feito. Acabei encontrando na lista o filme Lola Contra o Mundo mas na época não tinha no Netflix e deixei pra lá. Já fui muito de baixar torrent de filme quando queria MUITO assistir algo e talz mas desde que conheci essa benção de serviço, fico com preguiça. Baixar, caçar legenda, ocupar espaço no HD… não, obrigada.

Um belo dia, tô de bobeira em casa e pensei “vou buscar algo e… OLHA TEM LOLA CONTRA O MUNDO”. Assim, em destaque. Já tava na hora de dormir e tudo mas fiz a sonâmbula e pá, cliquei no play.

O filme conta a história de Lola, uma jovem de 20 e poucos anos. Tem um namorado gato, divide com ele um apartamento delicioso em Nova Iorque, estuda, tem amigos maluquetes e divertidos. Em pleno aniversário, a gata fica noiva do bonitão e tudo seria divo e incrível se o rapaz não desistisse na última hora. E agora, Lola? O que você faz da vida? Junta os cacos e a segue a missa.

Lola Contra o Mundo | Maionese

Acompanhamos Lola em sua jornada solteira, vivendo todas aquelas coisas que um recém-separado vive. Mas além de ter sido “deixada” pelo amor de sua vida, Lola fica meio sem rumo pois sofre todas aquelas cobranças que a sociedade (ainda) impõe sobre nós, mulheres. Se você tem quase 30 e não é casada, não tem uma carreira e coisa e tal… Você falhou na vida. Logicamente, não vou entrar em detalhes pra evitar spoiler mas o que se segue são acontecimentos na vida de uma moça que podia ser a sua irmã, sua amiga, você mesma.

Lola Contra o Mundo | Maionese

É, em geral, um filme divertido. Grandes confusões acabam virando comédia pastelão. E misturado a isso, tem conflito e momento choro. Uma coisa que reparei: Greta Gerwig vive a personagem e pra quem já assistiu Frances Ha fica difícil não perceber certos trejeitos e similaridades entre as personagens. Sabe aquela coisa do ator ceder um pouco de si para os personagens? Senti que rolou isso com Lola/Frances/Greta. Não é nada que comprometa o resultado. Lola Contra o Mundo é um filme bacana mas nada genial. Aliás, ele foi super criticado nos EUA, muito porque é dos mesmos produtores de (500) Dias com Ela, que se tornou um ícone no cinema indie/alternativo.

Lola Contra o Mundo | Maionese

Pra resumir: você torce pela Lola, mesmo com todas as cagadas. Porque ela é gente como a gente. Lola só quer ser feliz.

Link IMDB
Nota: 7,5