Posts Tagged ‘fotografia’

the camera collection

Ultimamente, tenho compartilhado aqui no blog diversas ilustrações, infogramas dentre outros e o pessoal sempre curte. E não é só aqui, obviamente, que isso acontece, mas na web em geral. Basta ver o sucesso que os infográficos fazem por aí, o famoso “quer que eu desenhe”: ao invés de um texto gigantesco, desenhos geralmente seguindo uma linha cronológica, ou uma ideia.

Daí que encontro esse site: The Camera Collection.

A proposta do site é reunir ícones pixelados de câmeras e acessórios ligados à fotografia, para você utilizar onde quiser, gratuitamente (Creative Commons 3.0).

Fisheye, Polaroid e Holga

O trabalho é do designer Billy Brown, que reproduziu diversos modelos de câmeras analógicas e SLR. Uma fofura só!

Casamento mexicano

Caveirinhas mexicanas andam super em alta. Seja em tatuagens, peças de vestuário ou decoração, las calaveritas vieram pra ficar.

Até em casamentos elas andam presentes.

Amor eterno (lembrei da Deborah Secco)

Volta e meia vejo tanta coisa bonita em blogs e sites de casamento. Docinhos que “fogem” daquela coisa básica de “bem casado”, flores rústicas, cerimônias ao ar livre… Os casais tem investido cada vez mais em eventos fora do convencional. E você, faria uma festa mexicana em seu casamento?

Via Save the Date for Cupcakes.

bonitezas da web: visões noturnas da terra

O post de hoje é uma participação especial, da minha querida amiga Carol Moré. Além de diviir a autoria dos posts comigo no Gordelícias, ela também toca um outro blog MUITO bacana, o Follow the Colours e ainda arruma tempo pra fazer as Matildes.

Esse post foi inspirado nas “Bonitezas da Web” que a gente sempre encontra aqui no Maionese. Não escrevo tão bem como a Raquel (BOBA!), mas gostaria de deixar o meu recado.

O projeto se chama Nighttime Lights of the World e as fotos foram tiradas entre 1993 e 2002 e nos mostram a evolução da energia nesse período no mundo todo, além das diferenças econômicas, geográficas e sociais entre os continentes. As luzes vermelhas, simbolizam novos pontos enquanto as azuis representam as que já existiam.

África

América do Norte

Europa

Oceania

Depois de ver isso, várias coisas me passam pela cabeça. Do tipo:

  • Quanta gente nesse mundo
  • Meu Deus, olha o tanto que a gente tá gastando de energia;
  • Que coisa bonita de se ver! Tanta luz, como se fossem um monte de estrelas juntas;
  • Tem gente que nem energia elétrica tem… :(

E mais, além de questionar um monte de coisa, o negócio é que a gente faz parte de algo muito maior do que imaginamos. E muitas vezes não enxergamos que o muito de poucos é o pouco de muitos. O negócio é saber dar valor ao que temos e que muitas vezes não enxergamos.

Via Zupi.

absolut glimmer

SENSACIONAL o vídeo da nova campanha da Absolut.

Obra da Gringo, uma das agências mais bacanas do Brasil. são 2 minutos de puro light painting. Quem entende de fotografia um pouquinho só, sabe como é difícil fazer fotografia com desenhos feitos de luz, né?

Um trabalho ousado mas mais do que digno para divulgar a Absolut Glimmer, uma belezura em forma de garrafa (de vodka). Lembra até aquelas garrafas de bar das antigas. No hotsite, promessas de surpresa e encantamento. “Viva o presente” é o lema.

Via Caligraffitti.

Boas vibrações

E mesmo com todo o sono que não passa nem com 8 boas horas dormidas em três dias consecutivos, começo mais uma semana meio “assim”, a espera de Sol aqui dentro, quando do lado de fora chove e faz frio. Não importa o que marque a previsão do tempo: mesmo com todo o clima de verão que possa haver no mundo (ou de outono, quando os fins de tarde são sempre os mais lindos e a luz a mais bonita para fotos inesquecíveis), se as coisas não estão arrumadas na nossa cabeça, ihhh, amigo, pode esquecer. Tudo fica mais pesado, mais difícil, mais chato.

Pra espantar o frio e a preguiça, um copo de café. Pra quem não era muito fã da bebida que escurece os dentes, eis o meu novo melhor amigo.

De repente, notícias que entristecem o coração (de verdade) e a certeza de que nos preocupamos com as pequenas coisas erradas. O que é um dente partido diante de um ente querido que se despede de maneira tão triste? Como disse um amigo, ainda bem que temos mais 31 dentes na boca, pra fazer companhia uns aos outros. Certas coisas (e pessoas), não podem ser substituídas.

E mesmo sem querer bancar a Xuxa, te convido a “pintar um arco-íris de energia” nesta terça-feira. Como o da foto. Tentar sorrir quando tiver vontade de sumir e respirar fundo, não no intuito de ignorar que algo te incomoda, mas no sentido de compreender que aquilo ali não será mais nada daqui a 10, 15 minutos. Eis a arte de selecionar aquilo que realmente importa pra nossa vida. Aborrecimentos e chateações existirão aos montes nessa vida (imagina só se você viver até uns 80 anos?). Mas decidir quantas vezes você vai sorrir por dia, quem escolhe é você mesmo.

UPDATE:

A Gisele compartilhou esse texto do Caio Fernando Abreu e eu decidi incluí-lo no post. Não somente porque fala de “pintar um arco-íris” mas porque fala em reconstruir os sonhos, os planos, mesmo quando a gente acha que não tem mais jeito.

Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, eu tiro um arco-íris da cartola. E refaço. Colo. Pinto e bordo. Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso, sim, acredito até o fim…

Inspiração pro post: A CUP OF JO. Imagem via Design Love.

dia 15 – uma fotomontagem

Imitei a Fer e apelei pra fotomontagem dela. Uma espécie de “polaroid” fake, com meu irmão. Deu nisso:

Minha mãe comeu palhacitos na gravidez, fato.

Ps: desculpem a demora nesse meme. Era pra eu estar postando com mais frequência mas tá difícil. Continuem me amando, viu?

1 2 3 4