Archive

ideias

Posts on ideias.

Mural fotográfico na moldura

inspirar-fotografia

Sou dessas pessoas que ainda revelam fotos. Elas enfeitam os meus dias e me fazem recordar momentos importantes com amigos e família. Na parede do meu quarto montei um painel em formato de coração (ideia super batida mas eu gosto, “colicença”). O escritório também tem um mural improvisado e em breve a sala vai ganhar um novo quadro.

A ideia pesquei no Pinterest e consiste em utilizar uma moldura bem bonita e criar uma espécie de varalzinho com pregadores segurando as fotos. Querem algumas referências? Só dar uma olhada aqui embaixo!

photo-wall6

photo-wall5

photo-wall4

photo-wall3

photo-wall2

photo-wall1

Imagens selecionadas do meu board no Pinterest.

Publicado por

O meu chá-picnic de panela

Contei pra vocês aqui que estava organizando meu chá de panela. Nunca quis festa de casamento (de verdade), acho que sou muito envergonhada pra esse tipo de coisa. Ser o centro das atenções, todo mundo te olhando, te desejando felicidades, falando mil coisas, tudo muito confuso! Mas, mesmo  não querendo nada disso, não quis deixar passar em branco. Pensei “vou fazer um lanchinho com meus amigos e parentes mais próximos, nada muito exagerado…”. E o resultado foi uma tarde (quente) de domingo deliciosa, que acabou em chuva, carro cheio de presentes e, mais do que isso, uma sensação deliciosa de estar começando algo muito legal.

Querem ver como foi? 

Arrumando os docinhos com mamãe

As lembrancinhas: mini-brownies de chocolate amargo

O bolo: Red Velvet Cake – receita aqui

Vivaaaaa!

Ufa, coube quase todo mundo!

Faltou o irmão e a cunhada

Muitas delícias e doces by Marocas

E como quem tem amigos, tem tudo nessa vida, ganhamos de presente um vídeo tão bonito! Dá pra vocês terem uma ideia de como ficou tudo tão jeitoso e feliz. Esse trabalho é do casal Mayc e Nanda – e que surpresa boa foi esse reencontro hein, Nanda? Depois de tantos anos…

AGRADECIMENTOS:

E eu não poderia deixar de agradecer a todos que abriram mão do domingo pra passar essa tarde comigo e com o Pedro. Era longe, tava calor, domingo é “brabo”, tinha jogo do Fluminense… Vocês são demais! Agradecimentos especiais às amigas Fabi, Gisele (e os respectivos) por chegarem tão cedo e ajudarem a arrumar tudo. Edith (que provavelmente não vai ler) por ter sido tão criativa em tão pouco tempo. Lisa, pelos corações que formaram o painel mais fofo de todos os tempos. Ingrid, pela torta de salsicha e por ter ajudado a carregar o bolo. Thaiana, pelo bolo mais bonito da cidade. Pai, mãe, vó, Daniel, por tudo. Bina e Tio Manso, por terem colocado o Pedro no mundo. Pedro, por embarcar em todas as minhas ideias malucas. No fim das contas, a gente ficou uma gracinha cortando o bolo, vai? ;)

Publicado por

No Passo do Roteiro: cotidiano em pequenas doses

Uma das coisas que mais gosto de fazer é divagar sobre o cotidiano. Volta e meia “tiro o pé do acelerador” e me pego observando pessoas nas ruas, uma coisa meio flâneur. Pra onde vão todas aquelas pessoas, umas apressadas, outras nem tanto? Alguns conversam ao telefone, tomam seus rumos, sorrindo, tranquilos, outros não. E por trás de cada semblante há sempre uma história e que, pra gente que observa por alguns minutos ou até mesmo segundos, começa e termina no instante em que os notamos. E que muitas vezes continua, na imaginação de quem apenas observa.

Acredito que essa tenha sido a dinâmica que Laura Guimarães, idealizadora do projeto No Passo do Roteiro, tenha pensado. Se com apenas alguns detalhes, aqueles que vemos diante de nossos olhos, pudéssemos construir uma história… como seria? E com inspirações curtinhas, impressas em papel. Os cartazes, espalhados pelas ruas de São Paulo, buscam inspirar transeuntes e pessoas comuns a criar suas próprias histórias. A pausa necessária que a gente precisa, acessível a todos.

Conheça o projeto clicando aqui ou assistindo o vídeo abaixo:

Imagens: Hypeness.

Publicado por

Balões de lousa e giz

Quem diria que o combo “quadro negro e giz” faria tanto sucesso, mesmo em tempos de quadro branco e projeções nas salas de aula?

Pois tem sido muito comum utilizar quadros negros (ou lousas) em casamentos, aniversários ou mesmo em casa, nos escritórios e cozinhas. Seja pintando uma superfície ou então aplicando a tinta na cor negra fosca em formas diferentes, o resultado é sempre muito interessante. E é super fácil de fazer!

Vi a dica no RockN’Roll Bride e já salvei nos favoritos. Em alguns passos, você pode criar aqueles balões de fala, feito desenho animado, pra chás de panela e outras comemorações:

Curtiu a ideia e já pensa em montar seus balões no próximo final de semana? Ou então transformar uma parede sem graça, uma porta velha? Compre essa tinta aqui e seja feliz!

Com uma pesquisa super básica, você encontra muita coisa legal.

Publicado por

Festa temática com corujinhas

 

E eu não canso de declarar aos quatro cantos o meu amor por corujas. Eu, você e a torcida do Flamengo está mais do que apaixonada por tudo que remete à ave mais sabichona da natureza. Modismo ou não, a gente não pode negar que as corujas são incríveis, sejam vivas ou inspirando a decoração da sua próxima festa de aniversário.

A produção é assinada por uma moça chamada Naomi que, um belo dia, já foi programadora mas, graças a Deus, largou tudo para fazer bolos e organizar festas (elaborando o conceito, executando as ideias). Aliás, recomendo a todos os leitores que curtem o assunto, dar aquela passeadinha por todo o site, que é recheado de referências, inspiração e bonitezas.

Fico imaginando uma mesa cheia de cupcakes com corujinhas em um chá de bebê ou em uma festinha de aniversário para crianças. Coisa mais linda!

Via My Owl Barn.

Publicado por

#EuSouGay: espalhe essa ideia

Vi a iniciativa no blog da Dani Arrais e resolvi divulgar também. Se você é ou não gay, pouco importa. O que importa aqui é respeitar as diferenças e compreender que não existe verdade absoluta. Não existe certo ou errado. Existe apenas uma vontade, que é a vontade de ser feliz.

Transcrevo as palavras de Carolina Almeida, que deu o pontapé inicial para a iniciativa.

Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrada morta na pequena cidade de Tarumã, Goiás, no último dia 6. O fazendeiro Cláudio Roberto de Assis, 36 anos, e seus dois filhos, um de 17 e outro de 13 anos, estão detidos e são acusados do assassinato. Segundo o delegado, o crime é de homofobia. Adriele era namorada da filha do fazendeiro que nunca admitiu o relacionamento das duas. E ainda que essa suspeita não se prove verdade, é preciso dizer algo.

Eu conhecia Adriele Camacho de Almeida. E você conhecia também. Porque Adriele somos nós. Assim, com sua morte, morremos um pouco. A menina que aos 16 anos foi, segundo testemunhas, ameaçada de morte e assassinada por namorar uma outra menina, é aquela carta de amor que você teve vergonha de entregar, é o sorriso discreto que veio depois daquele olhar cruzado, é o telefonema que não queríamos desligar. É cada vez mais difícil acreditar, mas tudo indica que Adriele foi vítima de um crime de ódio porque, vulnerável como todos nós, estava amando.

Sem conseguir entender mais nada depois de uma semana de “Bolsonaros”, me perguntei o que era possível ser feito. O que, se Adriele e tantos outros já morreram? Sim, porque estamos falando de um país que acaba de registrar um aumento de mais de 30% em assassinatos de homossexuais, entre gays, lésbicas e travestis.

E me ocorreu que, nessa ideia de que também morremos um pouco quando os nossos se vão, todos, eu, você, pais, filhos e amigos podemos e devemos ser gays. Porque a afirmação de ser gay já deixou de ser uma questão de orientação sexual.

Ser gay é uma questão de posicionamento e atitude diante desse mundo tão miseravelmente cheio de raiva.

Ser gay é ter o seu direito negado. É ser interrompido. Quantos de nós não nos reconhecemos assim?

Quero então compartilhar essa ideia com todos.

Sejamos gays.

Independente de idade, sexo, cor, religião e, sobretudo, independente de orientação sexual, é hora de passar a seguinte mensagem pra fora da janela: #EUSOUGAY

Para que sejamos vistos e ouvidos é simples:

1) Basta que cada um de vocês, sozinhos ou acompanhados da família, namorado, namorada, marido, mulher, amigo, amiga, presidente, presidenta, tirem uma foto com um cartaz, folha, post-it, o que for mais conveniente, com a seguinte mensagem estampada: #EUSOUGAY

2) Enviar essa foto para o mail projetoeusougay@gmail.com

3) E só :-)

Todas essas imagens serão usadas em uma vídeo-montagem será divulgada pelo You Tube e, se tudo der certo, por festivais, fóruns, palestras, mesas-redondas e no monitor de várias pessoas que tomam a todos nós que amamos por seres invisíveis.

A edição desse vídeo será feita pelo Daniel Ribeiro, diretor de curtas que, além de lindos de morrer, são super premiados: Café com LeiteEu Não Quero Voltar Sozinho.

Quanto à minha pessoa, me chamo Carol Almeida, sou jornalista e espero por um mundo melhor, sempre.

As fotos podem ser enviadas até o dia 1º de maio.

Como diria uma canção de ninar da banda Belle & Sebastian: ”Faça algo bonito enquanto você pode. Não adormeça.” Não vamos adormecer. Vamos acordar. Acordar Adriele.