Browsing Tag

indie

música

No iPod: Phoebe Ryan – Dead

Achei uma delícia esse som da moça Phoebe Ryan. Encontrei por acaso no Spotify, logo tratei de pesquisar sobre a bonita e descobri que ela costumava compor e por incentivo de amigos, resolveu investir na carreira de cantora. Ela define seu som como “indie-pop”, senti de leve uma pegada meio anos 90, época em que ouvíamos cantoras de ~voz macia~ como Natasha Bedingfield. Ou Natalie Imbruglia <3.

Uma das músicas que mais gostei foi “Dead”. Pra ouvir, é só clicar no player abaixo:

Phoebe Ryan – Dead

Ela vem sendo apontada pelos principais veículos de música como “artists to keep an eye on it”. Já tem EP da Phoebe no Spotify e também algumas parcerias, onde a gente pode ouvir a voz doce da jovem cantora californiana. Em alguns momentos, sua voz me lembra a da Britney Spears, mas beeeem às vezes. Vou acompanhar.

Warpaint
música

No fone de ouvido: Warpaint

Dificilmente vou compartilhar uma banda/artista nesse blog sem contar uma historinha. Isso porque, além de contadora de histórias com diploma, também sou dessas pessoas que não consegue falar apenas de um assunto: quando você vê, a conversa já seguiu por um rumo completamente diferente.

A dica musical de hoje traz uma banda cheia de meninas-mulheres estilosas, que fazem um som melodramático, psicodélico e cheio de guitarras: Warpaint. Tendo nos vocais Emily Kokal, uma bonita de traços exóticos, ex-affair do meu ídolo “mor” John Frusciante, a banda já teve várias formações. Frusciante, inclusive, participou da produção de várias faixas do quarteto de Los Angeles, CA.

Só uma curiosidade: como nesse mundo da música todo mundo se conhece/é brother, um dos bateras do Warpaint foi nada mais nada menos do que Josh Klinghoffer, amigo do “Fruscia” e atual guitarrista do Red Hot Chili Peppers. Inclusive, ele aparece no clipe abaixo. Aposto que por essa vocês não esperavam…

Já no clipe abaixo, a pegada é outra, mais levinha… e a formação já não conta com o Josh:

Beach House
música

No fone de ouvido: Beach House

Conheci Beach House esse ano. Aliás, 2010 foi um ano muito produtivo no quesito “música”: vários álbuns perfectos lançados e, no meu caso, várias descobertas. Beach House é uma delas.

O som é intitulado como dream pop. A voz marcante da francesa Victoria Legrand (que canta em inglês) faz dupla com a guitarra indie do norte-americano Alex Scally, produzindo um som experimental com leve toque shoegaze. Aliás, 90% das bandas que eu “curti” esse ano tinham essa levada.

O álbum Teen Dream foi considerado por muitos críticos musicais um dos melhores de 2010 e vale (muito) uma escutada. Eu apaixonei e viciei na faixa Zebra, que compartilho com vocês aqui no blog. Melancólica, densa e extremamente bonita. Caiu como uma luva nesse dia de folga, junto às resoluções do ano que passou.

Uma que gosto muito também é essa daqui:

Reverie Sound Revue
música

No fone de ouvido: Reverie Sound Revue

O #musicmonday de hoje é curto e grosso: Reverie Sound Revue é uma banda canadense que tem como vocalista a lindíssima Lisa Lobsinger.

Lisa Lobsinger

Famosa pelos seus penteados bagunçados e bem diferentões, Lisa foi um dos vocais do Broken Social Scene durante o hiatus do Reverie Sound Revue. Depois de cinco anos separados, decidiram gravar o primeiro álbum, misturando new wave, indie e pop. A voz “macia” de Lisa ecoa nos seus ouvidos e traz paz. Delícia de se ouvir.

An Anniversary Away by Reverie Sound Revue from Reverie Sound Revue on Vimeo.

Hoje o post é rápido porque tento me recuperar de uma virose (suspeita de dengue) que me tirou a paz nos últimos dois dias. Fiquem espertos e corram pra um hospital tão logo sintam algo de errado com vocês. =)