Browsing Tag

livros

leituras

Lançamentos de janeiro/16 – Editora Rocco

O ano começou cheio de resoluções, certo? Por aqui, reafirmo meu compromisso em ler mais. E quando digo “mais”, falo não só de quantidade mas de variedade. Há alguns meses venho me permitindo passear por gêneros que não amo tanto justamente pra quebrar paradigmas e certezas. Tem sido legal praticar esse exercício.

▲ Lá no Goodreads abri um desafio de leitura, vamos ver se chego no final de 2016 com a lista em dia.

Essa é uma época de poucos lançamentos no mercado editorial porém tenho visto títulos interessantes saindo. Na lista da Rocco, um em especial me chamou atenção: A Garota Dinamarquesa. O livro inspirou o filme de mesmo nome, que eu tô doida pra assistir. Será que esse é aquele típico caso onde livro >>> filme? Estou curiosa.

Lançamentos de janeiro 2016 - Editora Rocco

:: Lançamentos Rocco ::

✏ Cidade dos últimos dias – O último policialde Ben H. Winters

Sinopse: A pouco mais de dois meses para o asteroide Maya atingir a Terra, investigar crimes não é mais uma prioridade para a força policial de Concord. Mas Hank Palace não pensa assim. Cidade dos últimos dias é o novo livro de Ben H. Winters, e segunda parte da trilogia O último policial. A obra acompanha o ex-detetive na investigação do misterioso desaparecimento de Brett Cavatone, o marido da sua antiga babá. Com a sociedade se desmantelando a sua volta, Hank tenta a todo custo juntar as poucas pistas que tem, até descobrir o paradeiro de Brett aparenta ser somente uma questão de tempo. Mas será que Maya dará este tempo a Hank? A elogiada trilogia de Bem H. Winters traz novas indagações sobre o que os homens devem uns aos outros quando o fim está próximo.

✏ Hotelles – Quarto 2, de Emma Mars

Sinopse: O jogo de sedução envolvendo a jovem Annabelle Lorand, conhecida como Elle, está de volta. Hotelles – Quarto 2 mostra o que aconteceu com a protagonista da trilogia erótica da francesa Emma Mars depois de trocar o noivo, o magnata da comunicação David Barlet, por Louis, irmão mais velho dele. Ambientada em Paris, a trama conserva a mistura de romance, mistério e intrigas, bem como as cenas quentes que marcaram o primeiro livro, ao acompanhar a educação sexual de Elle, jovem jornalista que resolve trabalhar como acompanhante de luxo para pagar o pagamento de saúde da mãe, e acaba se enredando num jogo sedutor e perigoso que envolve os dois irmãos, os famosos quartos do Hôtel des Charnes, cada um dedicado a uma famosa cortesã do passado, sua melhor amiga, Sophia, e a agência Belas da Noite.

:: Lançamentos Fábrica231 ::

✏ Sob a luz dos seus olhos, de Chris Melo

Sinopse: Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, por suas histórias românticas voltadas especialmente para o público jovem adulto, a paulista Chris Melo estreia na Rocco, pelo selo Fábrica231, com Sob a luz dos seus olhos. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos de Chris Melo, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços protagonizada por duas pessoas comuns que experimentam o poder extraordinário do amor. Um presente para quem já é e para quem vai se tornar fã de Chris Melo.

✏ A garota dinamarquesa, de David Ebershoff

Sinopse: Com estreia nos cinemas em fevereiro, já acenando com um possível novo Oscar para Eddie Redmayne, ganhador da estatueta de melhor ator por A teoria de tudo, A garota dinamarquesa reconstrói a história de Lily Elbe, talvez a primeira transexual da história a fazer a cirurgia de redesignação sexual (ou “mudança de sexo”). Vivendo até a meia-idade como Einar, um pintor dinamarquês na Europa dos anos 1920 e 1930, ela teve a sorte de contar não apenas com um médico pioneiro, mas com uma mulher brilhante, generosa e apaixonada, sua própria esposa, Greta, para encontrar sua verdadeira identidade. Num momento em que as questões de gênero estão cada vez mais em voga, o aclamado romance de David Ebershoff, que volta às prateleiras com novo projeto gráfico, capa com o pôster do filme e posfácio assinado pelo autor, é um livro delicado e envolvente e uma leitura necessária nos dias atuais.

:: Lançamento Bicicleta Amarela :: 

✏ Nutrição descomplicada, boa forma facilitada, de Rodrigo Paiva

Sinopse: Por que emagrecer? Somente para ficar em forma ou para diminuir taxas como glicose ou colesterol que estão ameaçando a saúde? Quem sabe para dar uma guinada na autoestima? O motivo não importa. Nutricionista e preparador físico com pós-graduação em fisiologia, Rodrigo Paiva afirma que a chave para alcançar qualquer objetivo em relação ao próprio corpo está na força de vontade. E também em compreender o “pensamento” do corpo. Em Nutrição descomplicada, boa forma facilitada, seu livro de estreia pelo selo de bem-estar Bicicleta Amarela, o autor esmiúça temas variados como vitaminas, metabolismo, a diferença entre emagrecer e perder peso, exercício e queima de energia, os mitos e verdades da alimentação, entre outros assuntos. E mostra que sempre é tempo de se imaginar em melhor forma e mais saudável e traçar metas para conquistar esse objetivo.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Do que eu falo quando falo de corrida
leituras, run forrest run

Resenha: Do que eu falo quando falo de corrida, Haruki Murakami

Não sei se vocês também são desse jeito mas por aqui acabo selecionando as leituras dependendo do ~mood. Explico: aleatoriamente, pego um livro pra ler. Alguns já queria ler, outros escolho ao acaso, meio que já sabendo do que se trata, com o intuito de me entregar ao novo. Geralmente faço isso com filmes também. Dou “play” em coisas que não costumo assistir e deixo rolar (já aconteceu de ser meio que uma tortura chegar ao fim porém fui surpreendida positivamente tantas vezes ao praticar esse exercício).

Com “Do que eu falo quando falo de corrida” não foi assim tão randômico, eu queria ler esse livro desde o começo do ano. Comecei a ler meio que na mesma época em que entrei pra minha primeira assessoria esportiva. Mas, por algum motivo que hoje faz todo sentido, deixei pra lá. Peguei outras leituras, outras séries, e Murakami ficou pra trás. Mas foi durante a recente viagem pra NY, uma viagem que vou contar aqui nos mínimos detalhes, que essa leitura chegou ao fim. E não poderia ter acontecido em melhor momento.

Já falei um pouco sobre o Haruki Murakami nesse post aqui. Ele começou a escrever seus romances já quase na casa dos trinta. E foi nessa época também que começou a correr. Depois que terminei a leitura de seu livro sobre corrida, tive a certeza de que não se tratava apenas sobre um livro contando aventuras em maratonas ou treinos, lesões. É um livro sobre a eterna busca pelo que somos e pelo que nos faz feliz.

Em 1982, Haruki Murakami decidiu vender seu bar de jazz em Tóquio para se dedicar à escrita. Nesse mesmo período, começou a correr para se manter em forma. Um ano mais tarde, ele completou, sozinho, o trajeto entre Atenas e a cidade de Maratona, na Grécia, e viu que estava no caminho certo para se tornar um corredor de longas distâncias.

O autor traça diversos paralelos entre os treinos e provas de corrida de rua com seu trabalho como escritor, tradutor e palestrante. A eterna busca por inspiração que os criativos vivem diariamente, aquele vazio quando a “fonte seca”, a angústia que praticamente todo indivíduo sente em relação ao envelhecer (e todos os assuntos relacionados ao passar dos anos: sucesso/fracasso, bad pelo fim da vida…). Quem tem o hábito da corrida sabe que esse não é apenas um esporte onde você calça um tênis e sai por aí feito doido varrido. É um esporte de progressão, de condicionamento, que exige que o praticante se mantenha ativo com frequência e que muitas vezes vença a preguiça, a inércia do corpo para se movimentar, suar, em alguns casos sentir dor.

Mas não acredito que seja apenas força de vontade que capacite a pessoa a fazer alguma coisa. O mundo não é assim tão simples. Para dizer a verdade, eu nem acho que exista grande correlação entre o hábito de correr todo dia e essa coisa de ter ou não força de vontade. Creio que fui capaz de correr durante mais de vinte anos por um motivo simples: isso me cai bem. Ou pelo menos porque não acho assim tão doloroso.

BINGO! Quantas coisas na vida a gente carrega como se fosse um fardo? Uma profissão. Um relacionamento amoroso. Uma amizade. Em que momento a gente elimina o que nos faz mal? Por que é tão difícil renunciar ao que nos maltrata?

Ao falar sobre sua experiência em meias, maratonas, ultras e triatlo, Murakami revela ao leitor alguns aspectos interessantes que poderiam se encaixar no que conhecemos como psicologia do esporte. Seus depoimentos de pré-prova, dos treinos, da relação com outros atletas. Mesmo que você não corra ou nunca tenha participado de uma prova, vai visualizar direitinho, por meio da narrativa, os impactos da atividade física sobre o indivíduo.

À medida que se tornava um hábito natural, fui me sentindo cada vez menos constrangido a respeito. Entrei em uma loja de esportes e comprei material de corrida, além de tênis decentes que se prestassem adequadamente ao meu propósito. Comprei um relógio com cronômetro, também, e li um livro de corridas para iniciantes. É assim que você se torna um corredor.

Ao terminar a leitura, tive vontade de dar um abraço no Murakami. Um misto de agradecimento e vontade de parabenizá-lo por conseguir se enxergar de um jeito tão maravilhoso.

Em todo caso, foi assim que comecei a correr. Trinta e três anos – essa era a minha idade na época. Ainda jovem o bastante, embora não mais um homem jovem. A idade com que Jesus Cristo morreu. A idade com que Scott Fitzgerald começou a decair. Essa idade talvez seja um tipo de encruzilhada na vida.

E eu não poderia concordar menos. Foi com 33 anos que abracei a corrida de rua e nunca mais fui a mesma pessoa…

Ficha Técnica

Título: Do que eu falo quando falo de corrida
Autor: Haruki Murakami
Editora: Alfaguara
152 páginas
Skoob

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

leituras

Lançamentos de Novembro/15 – Editora Rocco

Já estamos em novembro, daqui a pouco tropeçamos no Natal, e aí vem época de amigo oculto, essas coisas típicas do fim do ano. Sugestão de livro nunca é demais, certo? Eu adoro quando sai lista de lançamento, pra já planejar minhas próximas leituras ou mesmo ficar de olho no mercado editorial. Esse mês, a Rocco tá lançando umas coisas bem legais, favoritei alguns livros e futuramente eles aparecerão aqui no blog.

Lançamentos novembro/15 da Rocco.

Lançamentos da Rocco

✏ Príncipe Lestat, de Anne Rice – A autora do clássico Entrevista com o vampiro volta ao universo que a consagrou. Príncipe Lestat traz de volta o mundo belo e assustador das Crônicas Vampirescas e personagens que se tornaram eternos na imaginação e no coração dos leitores, entre eles Louis de Pointe du Lac e o eternamente jovem Armand, além de novas e sedutoras criaturas sobrenaturais. Pairando sobre todos, o desaparecido herói-andarilho, o perigoso e rebelde fora da lei – a esperança dos Mortos-Vivos – Príncipe Lestat. Neste romance inédito, ansiosamente aguardado por milhares de fãs da autora, o mundo dos vampiros está em crise; por todo o globo, eles têm sido queimados, e grandes massacres ocorrem, ordenados por uma voz misteriosa. Cabe a Lestat e seu séquito de bebedores de sangue desvendar os segredos sobre o que essa voz quer, e por quê, nesta trama ambiciosa, devastadora e luxuriante.

✏ Roube como um artista: o diário – Um caderno de anotações para cleptomaníacos, de Austin Kleon –Depois de Roube como um artista, um manifesto irreverente e repleto de dicas bem-humoradas para ativar o potencial criativo do leitor, o escritor e artista gráfico Austin Kleon reúne em Roube como um artista: o diário mais de 200 páginas de atividades práticas – e divertidas – para quem deseja se libertar do fardo de tentar ser completamente original e acolher as influências que estão por aí para criar e desenvolver as próprias ideias, trabalhar e viver de forma mais criativa. São exercícios como elaborar listas sobre seus gostos, medos e interesses; registrar seus sonhos todas as manhãs; reescrever citações e histórias de maneiras diferentes; imaginar diálogos para cenas de programas de TV ou para histórias em quadrinhos e outros tarefas diárias que ajudam a identificar suas referências e cavoucar ideias e talentos por vezes adormecidos.

✏ O dilema, de John Grisham – O ano é 2008 e a carreira de Samantha Kofer em uma grande firma de advocacia de Wall Street está em plena ascensão – até que a recessão bate, e ela perde o emprego. A empresa, no entanto, oferece a ela a oportunidade de trabalhar como voluntária em uma ONG de assistência jurídica pelo período de um ano. A advogada se muda para uma cidadezinha na Virgínia, no coração da região dos Montes Apalaches, e seu novo trabalho vai levá-la ao mundo sombrio e perigoso da mineração de carvão, onde as leis são muitas vezes violadas, as comunidades estão divididas e a própria terra corre perigo. Em poucas semanas, Samantha se vê envolvida em um litígio de consequências fatais. Elogiado por veículos como Los Angeles Times e revista Time, O dilema é o novo bestseller do mestre dos thrillers de tribunal John Grisham.

Lançamentos do selo Fábrica231

✏ Um cartão, de Pedro – Uma ideia na cabeça e uma conta no Instagram. Nascia assim a página Um Cartão, que reúne postagens sobre sentimentos do cotidiano na forma de pequenos cartões feitos à mão na badalada rede de compartilhamento de imagens. Depois de conquistar mais de 600 mil seguidores na rede em pouco mais de um ano de existência, o projeto vira livro pelo Fábrica231, o selo de entretenimento da Rocco. Criado por um jovem carioca, Um cartão chegará às livrarias em um projeto editorial ousado, em formato de cartões serrilhados que podem ser lidos como uma grande coleção de tiradas inspiradoras e bem-humoradas ou destacados para serem compartilhados de forma avulsa com os amigos, da maneira como o leitor escolher.

Lançamento do selo Anfiteatro

✏ Cubiculados – Uma história secreta do local de trabalho, de Nikil Saval – De Bartleby, o escriturário, clássico de Herman Melville, à série The office, os escritórios são alvo de rancor e escárnio desde que, no século XIX, começaram a se inscrever em nossa geografia urbana. Até hoje, no entanto, ninguém tinha parado para narrar as origens desse lugar onde, a contragosto, muitos acabam por passar boa parte da existência. É o que Nikil Saval faz em Cubiculados, com um resultado que, em contraposição ao tema, não tem nada de burocrático. Mesclando o pop ao acadêmico, ele remete a Rousseau (que disse que “o homem nasce livre, mas passa a vida em cubículos”) e chega a Mad Men, Dilbert e Como enlouquecer seu chefe para traçar uma crônica saborosa sobre a evolução desses ambientes de trabalho, discutindo, com astúcia e humor, o que isso tem a dizer sobre nós. Cubiculados é um lançamento Anfiteatro, o novo selo de ideias e debates da Rocco.

Lançamentos do selo Bicicleta Amarela

✏ Emoções e saúde – Um novo olhar sobre a prevenção, de Gilberto Ururahy – Com 35 anos de carreira dedicados à Medicina Preventiva, Gilberto Ururahy é o fundador, ao lado de Galileu Assis, da Med Rio Check-up, líder brasileira em check-up médico para executivos. Em Emoções e saúde, seu terceiro livro, ele se une ao psiquiatra francês Éric Albert, dirigente do Instituto Francês de Ações sobre o Estresse (IFAS), para mostrar que é possível gerenciar o estresse da vida cotidiana e transformá-lo numa força positiva e motivadora. Para isso, explicam os autores, o check-up médico periódico é fundamental. Exames regulares permitem avaliar o corpo como um todo, levando em conta o lado emocional, e sinalizam os impactos do estresse na saúde de cada um. Uma ferramenta preventiva crucial a partir da qual é possível conhecer os fatores de risco de modo a corrigi-los e evitar surpresas desagradáveis.

Lançamentos novembro/15 da Rocco.

Lançamentos Rocco Jovens Leitores

✏ A bela e a adormecida, de Neil Gaiman – Em uma sombria e fascinante história, as mais queridas princesas dos contos de fadas são reinventadas de maneira brilhante pelo inglês Neil Gaiman e o ilustrador Chis Riddell. Em A Bela e a Adormecida, uma jovem rainha é informada, na véspera de seu casamento, sobre uma estranha praga que assola as fronteiras do seu reino, um sono mágico que se espalha pelo território vizinho e ameaça os seus domínios. Na companhia de três anões, a rainha abandona o fino vestido da festa, pega sua espada e armadura e parte pelos túneis dos anões para o reino adormecido. Uma viagem repleta de ação e suspense que leva a uma surpreendente descoberta. Misturando o conhecido e o novo com perfeita sintonia, Gaiman cria mais uma obra repleta de magia e aventura capaz de hipnotizar o mais exigente dos leitores.

✏ Letais – Pretty Little Liars #14, de Sara Shepard – No décimo quarto livro da série Pretty Little Liars, Sara Shepard prova mais uma vez que as maldades de A. parecem não ter limites, assim como os segredos escondidos pelas ex-melhores amigas de Alison DiLaurentis. Besteseller do The New York Times adaptado para a TV, Pretty Little Liars se tornou uma febre entre os adolescentes e segue surpreendendo os fãs a cada novo livro. Em Letais, Spencer, Hanna, Emily e Aria pedem ajuda ao FBI para desmascarar A. e acabar de vez com suas ameaças; mas, em vez disso, terminam por ver seus segredos mais escabrosos virem à tona. Em meio a revelações explosivas, a trama leva as garotas, uma a uma, ao fundo do poço. E se depender do plano de A., as quatro terão contado sua última mentira.

✏ Alma Negra – Mestres da Maldição #3, de Holly Black – Cassel Sharpe cresceu achando que era um ser humano comum, sem habilidades especiais, até descobrir que estava sendo manipulado por seus irmãos para se tornar um trapaceiro e assassino. Afinal, ele é um tipo raro e muito poderoso de mestre da maldição, capaz de transformar objetos e seres vivos em algo completamente diferente com um simples toque. Depois de Gata brancae Luva vermelha, o jovem está decidido a deixar o passado de fora da lei para trás. Mas para isso tem que tomar decisões difíceis, como se afastar de seu grande amor, e reaprender a distinguir a linha tênue que separa o certo do errado, a verdade da mentira – mesmo com seu coração, e sua vida, correndo risco. Com uma trama envolvente, Alma negra é o eletrizante desfecho da trilogia Mestres da Maldição.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer. Resenha completa em http://sempickles.com/maionese.
leituras

Resenha: “Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer”, Jesse Andrews + sorteio

Estavam sentindo falta das resenhas aqui no blog? Eu estava, falo logo. Andei parada de leituras por conta das séries, ao mesmo tempo que me peguei lendo três livros ao mesmo tempo, sem terminar nenhum. Daí que num sábado desses em que a gente resolve fazer tudo diferente, peguei “Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer” – lançado pelo selo Fábrica231 da Editora Rocco – e comecei a ler. Já havia assistido ao trailer do filme (adaptado do livro) e fiquei interessada. Li a sinopse e de cara já pensei “é um misto de “A Culpa É das Estrelas” com “As Vantagens de Ser Invisível”. Ambos os títulos fazem parte do gênero young adult com toque de dramady. Porém, nesse livro você não vai encontrar uma história de amor. Vou te contar mais ou menos como é:

Greg Gaines é socialmente invisível, Earl Jackson vem de um lar desajustado e Rachel Kushner tem câncer, mas Eu, você e a garota que vai morrer está longe de ser mais um dramalhão lacrimoso. Subvertendo clichês, o autor Jesse Andrews oferece um romance de formação que, com um estilo pop e original, consegue juntar irreverência e sensibilidade ao tratar dessa coisa maluca chamada morte.

O livro conta a história de Greg, um adolescente que decidiu ser “invisível” pra não ter que lidar com as rejeições e situações adversas típicas desse período da vida. Por pura preguiça, medo, segurança, enfim, não estamos aqui pra julgar Greg (risos). Ele se isolou do universo escolar porém tinha um amigo de infância, com o qual se relaciona quando querem fazer filmes (Earl). Um belo dia, Greg recebe a notícia de que uma amiga de infância, Rachel, está passando por um momento difícil pois foi diagnosticada com leucemia. Nesse momento, ele resolve resgatar o contato com a menina. Daí você pensa “hmmm vai rolar um clima entre eles e panz, Earl vai ficar com ciúmes, a história é isso”. Não, não é.

Rachel é uma dessas pessoas que não quer que ninguém tenha pena dela e de início meio que esnoba a aproximação de Greg com ela. Aí está um dos pontos positivos do livro: o autor Jesse Andrews coloca na nossa frente um puta motivo pra você acompanhar um drama daqueles mas conta essa história com humor e de maneira bastante positiva e otimista. Greg e Rachel não vão viver um amor incrível. Ambos vão encarar o momento com muita força por meio de uma amizade sensacional.

Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer. Resenha completa em http://sempickles.com/maionese.

Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer. Resenha completa em http://sempickles.com/maionese.

Outra coisa que achei interessante desse livro é a narrativa, feita em primeira pessoa a partir do olhar de Greg. É como se estivéssemos dentro de sua cabeça, em meio a suas anotações e pensamentos. Algumas passagens são escritas em forma de roteiro, um detalhe que tem tudo a ver com o pano de fundo do livro já que o garoto é apaixonado pelo universo cinematográfico e junto com Earl acabam produzindo um filme para Rachel antes que a menina venha a falecer – não é spoiler já que tá escrito no título do livro que a garota morre.

Não estamos falando de um livro cheio de lições pra vida. É um livro interessante, engraçado e divertido. A leitura flui e no fim das contas você até vai pensar mais sobre amizades e sobre a vida em geral, porque é inevitável. Sugiro até que você assista ao filme depois, pois a adaptação ficou muito boa (é um daqueles casos em que o filme é tão ou mais bacana que o livro).

Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer. Resenha completa em http://sempickles.com/maionese.

O legal disso tudo: a Rocco me mandou dois exemplares, pra que eu pudesse presentear algum leitor do blog também. Se você curte esse tipo de livro e quer concorrer ao exemplar, é só responder à pergunta do formulário abaixo e cruzar os dedos. Vou escolher a resposta mais divertida e no dia 16/10 divulgo o vencedor! 🙂 PS: válido apenas para o Brasil.

Não é obrigatório curtir a página do blog no Facebook, viu? Pra quem ainda não tá acompanhando, vale a visita e o joinha >> facebook.com/BlogMaionese. A gerência agradece.

Ficha Técnica

Título: Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer
Autor: Jesse Andrews
Editora: Fábrica231 – Rocco
288 páginas
Skoob

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

leituras

Lançamentos de setembro/15 – Editora Rocco

Setembro é mês de Bienal do Livro. Esse ano, o evento rola aqui no Rio de Janeiro e eu posso dizer que já estou sofrendo com o fato de não ter tempo suficiente pra andar com a fila de livros. Toda vez que passo pela Bienal acabo trazendo mais coisa e esse ano NÃO POSSO FAZER ISSO! Pra completar o pagode, saiu a lista de lançamentos da Rocco e eu já estou desejando fortemente alguns títulos.

Lançamentos da Rocco

✏ Para você não se perder no bairro, de Patrick Modiano

Mais recente romance do ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2014, Patrick Modiano, Para você não se perder no bairro é a saga íntima de um homem em busca da sua identidade. Curto, elegante e hipnótico, como a maioria das obras do autor, o romance conta a história de Jean Daragane, um escritor veterano cuja rotina solitária é alterada após receber a ligação de um desconhecido que alega querer devolver a ele uma caderneta de endereços e telefones. A partir do inusitado encontro num café de Paris, Modiano conduz o leitor por uma investigação detetivesca que desenterra fantasmas do passado, levando a história a um de seus temas preferidos: o período da ocupação da França pelos nazistas durante a Segunda Guerra. Em 2014, a Rocco relançou três clássicos do escritor laureado com o prêmio máximo da literatura em novo projeto gráfico – Ronda da noite, Dora Bruder e Uma rua de Roma.

✏ Grandes erros: 21 atitudes que você deve evitar para obter sucesso na carreira e na vida, de Jacob Pétry com Simone Mitjans

Palestrante e autor de sucesso no segmento de desenvolvimento pessoal, o jornalista e filósofo brasileiro radicado nos Estados Unidos Jacob Pétry mostra, em seu novo livro, escrito em parceria com a especialista em marketing digital e mestre em neurolinguística Simone Mitjans, 21 grandes equívocos que as pessoas bem-sucedidas não cometem (e ensina como evitá-los no dia a dia). Segundo os autores, nossa sociedade vem gerando um número cada vez maior de pessoas superficiais, ansiosas, frustradas e inseguras que, em vez de buscar reconhecer os erros e obstáculos como parte do caminho para o sucesso, sentem-se sob a ação constante de forças negativas que não conseguem identificar, repetindo conceitos e comportamentos mecanicamente. No livro, eles ensinam princípios práticos e poderosos para reconhecer e eliminar esses comportamentos em prol de uma vida mais próspera e feliz.

Lançamentos do selo Fábrica231

✏ A garota da banda, de Kim Gordon

Lançamento do selo Fábrica231, a badalada autobiografia A garota da banda, de Kim Gordon, chega ao Brasil depois de conquistar público e crítica nos Estados Unidos e na Europa. Fundadora da banda Sonic Youth, ao lado do ex-marido Thurston Moore, Kim Gordon foi baixista e vocalista do grupo por mais de três décadas, além de produtora musical, artista visual, ícone fashion e atriz que continua a influenciar gerações de mulheres. No livro, ela narra sua trajetória com o mesmo estilo visceral e livre de amarras com que se apresenta nos palcos. E começa de trás para frente, partindo de dois términos entrelaçados: o divórcio do casal e o fim do Sonic Youth, ambos um baque para os fãs. A partir daí, a autora fala de casamento, maternidade, feminismo, de seu background familiar, da paixão pelas artes visuais e, claro, de música, com uma narrativa não linear, mas sempre fascinante.

✏ Halo: Broken Circle, de John Shirley

Num universo influenciado pela herança dos Forerunners, uma raça superpoderosa que desapareceu misteriosamente, duas grandes raças alienígenas – os San ‘Shyuum (Profetas) e Sangheili (Elites) – travam uma batalha pelo controle dos artefatos sagrados, e mortais, deixados pelos extintos Forerunners. Halo: Broken Circle é uma obra original do universo expandido de Halo, um dos maiores sucessos da Microsoft, com mais de 60 milhões de jogos vendidos em todo o mundo. Inspirado no universo do game, o escritorJohn Shirley mergulha nas origens do conflito entre Prophets e Elites que resultou na aliança Covenant, familiar aos fãs do jogo, e apresenta aos leitores a história desconhecida de um dos heróis mais improváveis do universo Halo.

Lançamentos do selo Bicicleta Amarela

✏ Nada muito – Comer e viver com saúde e prazer, de João Curvo e Léa Maria Aarão Reis

Para o médico João Curvo, um dos mais conhecidos nutrólogos do Brasil, ninguém precisa dizer adeus às suas guloseimas preferidas, se souber se alimentar de maneira correta. Em Nada muito – comer e viver com saúde e prazer, que a Rocco lança através do selo Bicicleta Amarela, João Curvo é entrevistado pela jornalista Léa Maria Aarão Reis. O resultado é um livro de perguntas e respostas que funciona como um verdadeiro manual com dicas valiosas sobre saúde, alimentação e bem-estar para todas as fases da vida. Combinando as mais recentes tendências da medicina ocidental com toques preciosos da milenar medicina oriental, João Curvo oferece ao leitor um programa de nutrição completo e equilibrado em que “tudo pode, mas nada muito”.

✏ Um ano de sabedoria – Meditações semanais ilustradas: Livro de colorir, de Mike Medaglia

Um livro de colorir diferente e transformador. Em Um ano de sabedoria, os amantes desse tipo de livro encontram mais do que um passatempo para eliminar o estresse: as ilustrações vêm acompanhadas de frases inspiradoras reunidas pelo autor, Mike Medaglia, numa poderosa articulação entre palavras e imagens. Do monge budista Thich Nhat Nahn a escritores como Emily Dickinson, Anaïs Nin e Jack Kerouack, de Albert Einstein a Madre Teresa e Martin Luther King, o autor oferece 52 combinações de desenhos e frases – uma para cada semana do ano – capazes de motivar e alegrar com sua mensagem de positividade e esperança.

.

Ah, e tem mais! Já estão a venda os boxes das sagas Harry Potter, Jogos Vorazes, Divergente, Legend e Eragon (Ciclo A Herança). O box Harry Potter – Série completa traz os sete livros da saga do bruxinho em nova edição, com projeto gráfico de Kazu Kibuishi em que as lombadas alinhadas formam o castelo de Hogwarts, ilustrações de abertura de capítulo por Mary GrandPré e miolo em papel pólen.

As informações completas vocês acham aqui.

leituras

Lançamentos de Agosto/15 – Editora Rocco

É com muito prazer que faço esse post pois a parceria com a Editora Rocco continuará a todo vapor! \o/ Andei meio enrolada com as leituras, peguei um amor por séries e acabo deixando os livros de lado no tempo livre… Porém a coisa mais legal nas parcerias com editoras é que você acaba lendo muita coisa diferente do que leria normalmente. Mensalmente, eles nos encaminham os lançamentos do mês e é uma oportunidade bacana de escolher coisas que você não leria ~normalmente~. Um exercício bacana para sair do convencional.

Para o mês de agosto, os lançamentos da editora são:

✏ O livro da vida (Trilogia das Almas #3), de Deborah Harkness

Considerada pela crítica nos Estados Unidos “uma ponte entre Harry Potter, Crepúsculo e a série Outlander”, a Trilogia das Almas, de Deborah Harkness, chega ao fim com O livro da vida, uma perfeita fantasia para adultos, que alcançou o topo da lista dos mais vendidos doThe New York Times em seu lançamento. Depois de A descoberta das bruxas e Sombra da noite, a autora entrega aos leitores informações surpreendentes sobre o manuscrito Ashmole 782 e sua conexão com bruxas, vampiros e demônios que vivem entre os humanos, além de selar o destino da cientista e bruxa Diana Bishop e do geneticista e vampiro Matthew Clairmontt, com sua bem-sucedida combinação de magia, história, amor e ciência.

✏ Brochadas – Confissões sexuais de um jovem escritor, de Jacques Fux

“Tudo aqui é verdade, exceto o que não invento”, adverte Jacques Fux, em forma de epígrafe, em Brochadas. Em sua estreia na Rocco, o autor mineiro, ganhador do Prêmio São Paulo por seu primeiro romance, Antiterapias, mistura as fronteiras entre ficção e realidade para narrar uma “Ilíada da impotência”, remontando ao passado da humanidade e a suas próprias origens em busca de respostas culturais, biológicas, místicas, artísticas e etimológicas para o funcionamento ilógico do pênis. Ao lado da erudição, caminha um humor judaico surpreendente, que perpassa toda a narrativa, costurada pelas lembranças dos amores passados do protagonista e pelos e-mails trocados com suas ex-namoradas. Um romance original que joga com os conceitos de metalinguagem e autoficção e tece uma análise irônica do “eu” na literatura.

Fábrica231

✏ Champagne Supernovas, de Maureen Callahan 

Os anos 1990 mudaram radicalmente o mundo da moda. EmChampagne supernovas, a jornalista Maureen Callahan pega emprestado o título de uma canção da banda Oasis que também se tornou símbolo da época para mostrar como as noções tradicionais de beleza e estilo se transformaram neste período, dando lugar a novas formas de criar e consumir produtos. Focado nas histórias da modelo Kate Moss e dos estilistas Marc Jacobs e Alexander McQueen, o livro retrata o momento em que o alternativo virou mainstream, transformando-se em um grande negócio. Repleto de histórias de bastidores, o livro mostra o lado humano de três gênios rebeldes que se tornaram ícones da moda e retrata um período em que a cultura alternativa esteve em ebulição, com uma narrativa carregada de energia.

✏ Os portões do Inferno (Lendas de Baldúria #1), de André Gordirro 

Romance de estreia do jornalista André Gordirro e volume inicial da trilogia Lendas de Baldúria, Os portões do inferno reúne o melhor da fantasia épica: guerreiros, magos, monstros, fortalezas, cenários fabulosos e combates sangrentos. Tendo à frente um improvável time de protagonistas – verdadeiros párias que, por acaso, ganham a chance de salvar o mundo de uma tropa de svaltares, estranhos e temidos elfos das profundezas –, o livro junta referências históricas e bíblicas a alegorias da sociedade contemporânea e um alto teor de cultura pop. Com origem direta no RPG, o livro é um bem-vindo cruzamento entre Os doze condenados e O Senhor dos Anéis de ritmo ágil, cheio de reviravoltas e com senso de humor apurado.

Bicicleta Amarela

✏ A sabedoria de Gandhi, de Homer A. Jack (org.) 

Mais de meio século após a sua morte, as ideias de Gandhi continuam válidas e sua influência é evidente no cenário político internacional – de Nelson Mandela a Barack Obama, vários líderes mundiais afirmaram ter sido inspirados, direta ou indiretamente, pela filosofia da ahimsa (não violência) do Mahatma. Em A sabedoria de Gandhi, o biólogo, teólogo e pacifista Homer A. Jack reúne a essência do pensamento de Gandhi em diferentes áreas, como a igualdade de direitos entre homens e mulheres e entre as diferentes classes sociais, a liberdade religiosa, a necessidade de uma melhor distribuição de renda no mundo e o uso da política como instrumento de libertação e conciliação, mostrando sua força e atualidade.

Rocco Jovens Leitores

✏ Fala sério, irmão! / Fala sério, irmã!, de Thalita Rebouças

Fenômeno da literatura juvenil nacional com mais de 1,5 milhão de livros vendidos, Thalita Rebouças volta a sua série de maior sucesso com Fala sério, irmão! e Fala sério, irmã!, em que aborda a relação da protagonista Malu com seus dois irmãos mais novos. Em edição especial, o livro duplo pode ser lido de ponta-cabeça: de um lado estão as crônicas que mostram a convivência de Malu com o irmão do meio, Mamá; do outro, as histórias centradas na relação com a caçula Malena. Em todas elas, Thalita mostra, com seu bom humor habitual, as delícias e as agruras da vida em família, com direito a momentos hilários e outros emocionantes, brigas e confidências com os quais leitores de várias idades vão se identificar.

✏ A arte de ser normal, de Lisa Williamson

David Piper tem 14 anos e um desejo: “Quero ser uma menina”. Mas este é um segredo que ele compartilha apenas com Essie e Felix, seus únicos amigos, pelo menos até a chegada de Leo Danton à escola Parque Éden. Apesar de muito diferentes e cada um guardando um segredo próprio, David e Leo iniciam uma profunda amizade, que é a base do elogiado romance de estreia da atriz e escritora britânica Lisa Williamson. Com diálogos engraçados e relatando situações cotidianas na vida de adolescentes, a autora consegue abordar a delicada e muito atual questão da identidade de gênero de maneira leve e nada apelativa, numa narrativa que conquista o leitor da primeira à última linha.

✏ Circus Maximus – os Guardiões da História, de Damian Dibben

Circus Maximus é o segundo volume da série Os Guardiões da História, do britânico Damian Dibben, repleta de referências históricas e viagens no tempo. Em sua nova jornada, Jake Djones, Nathan Wylder e Charlie Chieverley mais uma vez são responsáveis por salvar o curso da história, e depois de uma desastrada missão na Suécia do século XVIII devem voltar ao ano 27 d.C. e capturar Agata Zeldt, “a mulher mais cruel da história”. Da fria e nevada Suécia ao esplendor do Império Romano, Circus Maximus prende o leitor no centro de uma aventura eletrizante e na companhia de personagens cativantes e carismáticos.

.

Fiquei interessada em dois lançamentos: Champagne Supernovas e Brochadas (parece ser muito divertido). Depois conto quais deles eu li! 😉

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA