Archive

meme

Posts on meme.

Tag: Know Your Blogger

Know Your Blogger | Maionese

Fui indicada pelas meninas Victoria e Leticia a participar da tag “Know Your Blogger” (algo como “conheça seu blogueiro”) e resolvi fazer diferente. Aproveitei para responder 11 curiosidades aqui no blog e como as meninas fizeram cada uma 11 perguntas, fiz um mix das 22 e selecionei 11. PS: gravei as respostas em vídeo mas sabe quando você não curte? Vi, revi… e no fim, achei melhor deixar quieto! Quem sabe um dia eu tome coragem!

Bom, voltando à tag, deixa eu explicar como funciona: liste 11 fatos sobre você. Depois, responda às perguntas feitas pela pessoa que te indicou a tag. Por fim, crie mais 11 perguntas e indique outros blogs para participar. Na hora de responder, aproveitei pra fazer uma ~historinha~:

1. Quando era criança, estudei em uma escolha chamada Snoopy. 2. Fui a primeira criança da turma a aprender a ler e escrever (éramos um grupinho de menos de 10 alunos, uma fofura só). 3. Minha mãe furou as minhas orelhas quando eu tinha 7 anos. 4. Não tive festa de 15 anos tampouco viajei pra Disney quando era adolescente. 5. A primeira vez que viajei de avião foi com mais de 20 anos. 6. Meu sonho era ser aeromoça. 7. Fiz curso de francês mas abandonei na metade. 8. Era pra eu ser professora mas nunca tive coragem de enfrentar sala de aula. 9. Já trabalhei como guia em dois palácios no Rio. 10. Uso relógio no braço direito. 11. Não gosto de comer cebola crua.

E agora, seguem as perguntas feitas pelas meninas:

1. Se a sua vida tivesse uma trilha sonora, qual seria?

Alternaria doses de melancolia com tosqueiras tais com pagodes, eurodance e aquelas breguices dos anos 80. Pra facilitar a visualização, criei uma playlist no Spotify. Só clicar aqui embaixo:


2. Qual música você ouviria para chorar no chão gelado?

Já que “tamos” falando de música, bora pra mais uma: With or Without You, do U2. TOTAL MÚSICA PRA CHORAR NO CHÃO, com a mão no coração e tudo.

3. Um clássico das entrevistas dos anos 90: quem e o que você levaria para uma ilha deserta?

Levaria meu mozão, porque né? Ai de mim que não responda isso… E junto com a gente, levaria algum instrumento musical. Pra fazer um sonzinho, pra não morrer de tédio e panz.

4. Neste Brasil dividido, de que lado você fica: bolacha ou biscoito?

oracao5. Supondo que o Orkut ainda exista e que você tenha um álbum chamado “Momentos”, publique qual seria sua foto de capa deste álbum.

know3 6. Qual filme te marcou na infância?

Meu pai assistia vários filmes de sci-fi e lógico que ele me traumatizou com alguns… Contatos Imediatos do Terceiro Grau é um deles. Nunca mais consegui comer purê de batata sem imaginar essa cena:


7. Qual personagem de filme você escolheria para ser por um dia?

Adoraria viver a Rachel (Cher) em Minha Mãe é uma Sereia.

8. Qual a frase que você colocaria em seu túmulo?

“Brownie com whey não é brownie.”

9. Qual sua foto de infância favorita? Poste!

know2
10. Com qual idade você acha que morreria satisfeito?

Se eu continuar nesse ritmo, posso viver mais 32 anos e morrer de boas.

11. Qual rede social você perde mais de 20 minutos?

Passo mais de 20 minutos no Facebook. Não porque goste. Não porque queira. Querer mesmo eu queria passar 24h no Pinterest. Aquela coisa meio “valendoooooo”, sabe?

Lanço aqui as 11 perguntas:

1. Se você pudesse viajar nesse exato minuto para qualquer lugar, qual seria o destino?
2. Item que nunca sai da sua bolsa/mochila?
3. Um prato favorito.
4. Do que você tem medo?
5. Sugira um livro ou um filme.
6. Você tem algum bichinho de estimação?
7. Compartilhe um “mico” com a gente (alguma situação que você já tenha passado).
8. Qual é a melhor hora do dia para um chá?
9. Uma música que não sai da sua cabeça.
10. Um “crush” impossível.
11. Açúcar ou adoçante?

Não vou indicar um determinado blog pois desejo que todo mundo que estiver com vontade brinque com a tag. Espero que vocês se divirtam como eu me diverti! :)

Publicado por

Um award + por que esse blog existe


One Lovely Blog Award | Maionese

Recebi da Ingrid Abbade, uma moça que conheci há algum tempo por conta de um outro blog, um award super fofo e bonitinho. O selo “One Lovely Blog”, indicado a ela por outra moça que tenho acompanhado por aqui, foi repassado também carioca Thamires Vasconcelos, do Lunettes. A Ingrid é uma querida, com quem eu tinha perdido contato por muitos anos mas graças ao mundo fantástico dos blogs, nós nos reencontramos e tem sido ótimo poder tagarelar com essa moça nos dias de hoje.

Antigamente, nos tempos do blog de várzea, blog moleque e travesso, dar um selo ou award para outro blog era muito comum. Uma forma gentil de retribuir o carinho de alguma blogueira ou de mostrar sua admiração com um determinado trabalho. E quando falo blogueira, falo sem o peso de hoje, carregado de opiniões. Achei que o tema proposto pelo selo seria muito interessante para o atual momento do blog, que já tem alguns anos de vida mas que passou por mudanças estruturais significativas nos últimos tempos. Aproveitei a oportunidade, então, para apresentar aos novos leitores que chegaram por aqui quem sou eu e por que escrevo o Maionese – Inspiração e Bonitezas.

As regras da “One lovely blog award” são simples: você deve agradecer a quem te indicou; responder as 11 perguntas propostas pela tag; indicar 11 blogs e avisar aos indicados (acabei indicando 12 porque não podia deixar alguns de fora).

#1 Por que decidiu criar um blog e quando começou?

Meu primeiro blog surgiu há muitos anos, mais precisamente no comecinho dos anos 2000. Eu devia ter uns 19, 20 anos, quando criei o meu primeiro blog, no falecido Weblogger. Depois de um tempo, acabei indo pro Blig e também tive um blog no portal do bairro onde moro, boa parte dos meus amigos de blog da época passaram por lá e eu acabei indo também. Então, pelas contas, essa brincadeira de postar já rola faz um bom tempo, né? Tô com 32 anos… Meu Deus, como tô velha! :P

#2 Quais benefícios o blog te traz?

O principal benefício, sem dúvidas, foi conhecer um tanto de gente legal em todos esses anos. Hoje em dia ainda falo com muita gente que conheci “lá atrás”. Lógico que nem todo mundo se manteve mas algumas pessoas viraram grandes amigos. Sem falar que meu primeiro estágio na área em que trabalho atualmente rolou muito por conta da minha experiência nesse meio. Devo muita coisa mesmo ao universo dos blogs.

#3 Qual é o post mais acessado?

O post mais acessado do blog é recente: o que fiz sobre músicas para cantar no videokê!

#4 Você usa as redes sociais?

Uso um tantão! Uma das que mais gosto é o Instagram, pois é como se eu pudesse mergulhar no universo particular de cada pessoa que sigo. Claro que às vezes é perigoso, aquele papo de sempre acharmos que tá todo mundo sendo mais feliz e só você que tá em casa comendo biscoito polvilho no sábadão… Mas ainda assim, curto. Também amo o Twitter.

#5 Como o blog tem evoluído?

Tenho sido surpreendida pelo número de pessoas que visitam o blog a cada mês. Ao mesmo tempo que acho incrível que mais gente esteja chegando aqui, me assusta um pouco, já que esse blog é muito mais autoral, tem muito mais a Raquel Arellano aqui. Mas eu gosto disso, viu? Acho gostoso! O bacana disso tudo é perceber que a faixa etária varia bastante, gosto de saber que acabo falando com meninas tão novas e também gente madura, e que não importa quantos anos você tenha ou quantas experiências já tenha vivido, há sempre espaço para questionamentos e sonhos.

#6 Já viveu algum fato importante por causa do blog?

Como eu disse lá no comecinho do post, foi graças aos meus blogs que consegui o meu primeiro estágio em uma agência digital. Acho que esse é um fato importante, ao lado de ter conhecido um tanto de gente legal nesses anos todos.

#7 De onde nasce a inspiração para escrever e continuar com o blog?

Vem da vontade de compartilhar as coisas que gosto com o mundo. Seja um livro, uma música, uma conversa fiada.

#8 O que você tem aprendido a nível pessoal e profissional esse ano?

Acho que 2014 tem sido o ano em que aprendi a ser mais compreensiva com o outro. Veja bem, não que eu não fosse… (rs) mas alguns acontecimentos me fizeram ter uma opinião menos radical sobre tudo e todos, procuro sempre entender um determinado ocorrido antes de bater o martelo pra uma determinada coisa. Ainda estamos em outubro mas acho que esse é o ano da compaixão pra mim.

#9 Qual é sua frase favorita?

De todos os tempos? Ihhh, que difícil. Mas acho que uma frase que gosto muito nesse momento é “A vida é um sopro”, do Oscar Niemeyer. É tão direta e objetiva, óbvia. A gente esquece o quão efêmero é tudo isso aqui, dando valor demais ao que não deve ter valor…

#10 Qual conselho você daria para quem está começando agora no mundo do blogs?

Meu principal conselho: faça tudo com muito carinho. Não só com o seu blog mas na vida. Antes de querer um blog acessado por multidões, pense no real objetivo desse espaço. Se ele é um recanto para trabalhar as ideias, compartilhar bonitezas, o faça desse jeito com amor. Se almejas resultados maiores, como um blog profissional, busque meios de chegar lá. Dá trabalho, o caminho é longo, mas com dedicação a gente chega lá! ;)

#11 O que os blogs que você vai indicar tem em comum?

São blogs feitos por “gente como a gente”, que dá um duro danado mas que ainda encontra um jeitinho de correr pro blog e espalhar amor por aí! ♥

Pale September

E agora, Isadora

Elvis Costello Gritou Meu Nome

Ana Carô (ex-Futricô)

Que Nem Limão

Pequenina Vanilla

Uma cadeira, por favor

Não Me Mande Flores

Salateando

Samba da Criola Doida

Bramare

Mais 20 Minutos

Meme: 5 programas que marcaram a minha vida #rotaroots

Esse mês, as sugestões de posts do Rotarootsgrupo de blogueiros raiz, blogueiros de várzea – arrasou. E que injustiça, justo no mês das postagens mais divertidas, eu chegar em pleno dia 27 sem ter participado de nenhum deles… Mas pra recuperar esse erro gravíssimo, vai ter post sim. Pelo menos dois! :)

Hoje em dia, não sou uma pessoa viciada em televisão. Aliás, há alguns bons anos, diria que desde a adolescência. Outras atividades foram mais interessantes na minha vida, como ouvir música. Rádio era tipo um vício, papo de ter fitinhas mil espalhadas pela casa. Mas quando eu era mais novinha, até que assistia muitos programas na TV. E alguns deles marcaram a minha vida.

Em Nome do Amor

Em Nome do Amor | Maionese

 

Não tenho palavras pra descrever o meu sentimento de nostalgia + amor por esse programa. Lembro perfeitamente dos domingos ao lado da minha avó, assistindo Silvio Santos sendo mais próximo do que a gente podia imaginar das pessoas. A ideia era juntar casais, que iam para o programa e antes de entrarem no palco, rolava aquela olhada, aquela paquera singela. Depois, dançavam, conversavam… e rolava a clássica pergunta “é namoro ou amizade”.

Tanta coisa pra comentar: Silvio Santos trollando os participantes, gente super estranha arrumando parzinho, tocos inesquecíveis, o bailiiiiinho… E nós, telespectadores, pegando amor por alguns casais, torcendo por um final feliz. Deixo vocês com um vídeo cheio de participações curiosíssimas!

ALF, O ETeimoso

ALF O ETeimoso | Maionese

Eu era bem novinha quando comecei a assistir ALF, O ETeimoso. Meu pai se amarrava, convocava a família toda pra acompanhar as histórias bizarras do alienígena oriundo de Melmach. Era tão engraçado, gente! E ele tinha uma amizade tensa com um gato morador da casa… Nem preciso dizer que fiquei chocada quando soube que o “pai” da família tava metido com dorgas pesadas. Mas enfim, nada disso tirou o brilho dessa série, que era tão gostosa de ver.

The O.C.

The O.C. | Maionese

Já falei aqui o quanto The O.C. é importante na minha life. Era um seriado tão panaquinha, com aqueles amores adolescentes, não importa, eu me derretia toda com aquele cenário  California here we coooome . Assisti de cabo a rabo a série, sofrendo com o desfecho da trama. Pra não dar spoiler, caso você queira assistir, vou ficar por aqui. Só posso dizer que esse foi um dos programas de TV que mais curti.

Supermarket

SuperMarket | Maionese

MEU SONHO ERA PARTICIPAR DESSE PROGRAMA! Sair correndo atrás de tubos de desodorante, chegando na frente dos concorrentes. Ou então, pegando aqueles potes de fermento enormes, meramente ilustrativos (cara HAHHA). A hora da corrida com os carrinhos era a mais divertida. Como eu era inocente, não entendia que aquilo tudo era um grande jabá dos produtos anunciantes. Sempre me perguntei se as pessoas levavam os produtos de verdade ou se era só embalagem vazia (era tão real!). Será que num mundo como o de hoje é possível existir um programa nesses moldes? Seria tão lindo!

Os Cavaleiros do Zodíaco

Os Cavaleiros do Zodíaco | Maionese

Algum adolescente dos anos 90 passou batido a essa animação? Vocês tem 5 segundos pra responder “sim” ou “não”. Lá no prédio, foi febre. Na escola, só se falava no assunto. No Brasil inteiro, meu povo (picos de 14 pontos na audiência – um puta fenômeno televisivo). Menina, menino… não importava. As meninas acabavam tendo crush em algum personagem (Oi, Ikki!) e os meninos escolhiam alguma “casa” pra fazer parte. Eu achava o máximo todas aquelas menções aos deuses gregos, misturando tudo com astrologia… Um samba do crioulo doido mas a gente se divertia. Era maravilhoso, gente. E vai ter filme, né? Achei bem uó o look desses personagens novos, não adianta, tenho apego à série antiga! Saudades, Manchete! <3 PS: pra quem quiser saber mais sobre Saint Seiya, é só clicar nesse vídeo aqui.

PLUS: Clube da Criança

Clube da Criança | Maionese

Mais uma vez, estamos falando da falecida Manchete. Impressionante como esse canal foi importante na vida de crianças nascidas na década de 80. Os melhores desenhos animados, eram exibidos lá. Os programas de auditório, também. Foi lá que a Xuxa começou na TV, pessoal. No Clube da Criança. Muita gente não lembra que a ~rainha dos baixinhos~ comandou esse programa, pois é, antes da tia Angélica, foi Maria da Graça que segurou o microfone convocando crianças a brincar em gincanas super divertidas.

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Por aí: lugares que quero conhecer

Toda vez que penso na quantidade de lugares incríveis existentes no mundo que nunca, nuuunca, conseguiremos conhecer… me bate uma bad. É a mesma sensação que tenho quando entro na Livraria da Travessa e vejo todos aqueles livros. Por mais que você largue tudo e passe a vida lendo, não, você não vai ler todos os livros do universo. É idiota esse pensamento, eu sei… Desculpa, gente, não consigo evitar.

Por outro lado, é essa mesma frustração que nos motiva (ou pelo menos deveria) a traçar listas menores de lugares que você gostaria de conhecer. Aquele devaneio “e se você ganhasse na megasena”, sabe? Pra onde iria? Todo mundo tem sua lista mental, que provavelmente muda a cada semana. Se eu pudesse visitar 5 lugares HOJE, seriam esses aqui:

1. Inglaterra

Londres | Maionese

imagem daqui

Desde adolescente, meu sonho é conhecer a terra das rainha. Fiz inglês na Cultura Inglesa e em todas as aulas, respirávamos a cultura dessa terra tão amada. Sem falar que na sala de aula, havia quadros e outras fotos inspirando os alunos a absorver ainda mais o lifestyle britânico. O tempo foi passando, acabei conhecendo outros países e a Inglaterra foi ficando pra trás. Um pecado. Espero resolver essa questão em breve. Muffins, garoa! Me aguardem!

2. Espanha

Barcelona | Maionese

imagem daqui

Olha, é tanta beleza pra um país que fica difícil falar da Espanha. Acho que se eu tivesse que escolher apenas uma cidade, seria Barcelona – pelas arquitetura, pela arte, pela culinária, pelo clima… É MUITO AMOR pra um lugar só. Sem falar na parte histórica, né? Castelos, igrejas… Lembro que quando estive no Peru, alguns guias comentavam sobre a herança deixada pelos espanhóis na arquitetura. Daí fiquei imaginando: como deve ser AO VIVO E A CORES? Deve ser maravilhoso, apenas isso.

3. Holanda

Holanda | Maionese

imagem daqui

Todos que visitam a Holanda, mais precisamente Amsterdan, voltam se rasgando em elogios. Seja pelas cores espalhadas pela cidade, pelo ritmo dos cidadãos, pela mobilidade… É um lugar encantador! Meu sonho passar uma tarde em Keukenhof, o famoso jardim das tulipas!

4. Islândia

Islândia | Maionese

Todo o meu fascínio pela Islândia foi aguçado por livros de fantasia que passei a ler nos últimos anos. Impossível não associar o mágico a essa terra tão fria (no sentido de gelado) e cheia de mistérios. As paisagens são tão incríveis que servem de cenário para produções milionárias – Game of Thrones teve muitas cenas gravadas por lá, além de outros filmes como Oblivion e alguns épicos. A natureza realmente dá um show. O que falar da aurora boreal, meu pai amado? Um dia eu vou… um dia eu vou!

Dica: assista a esse vídeo e morra de vontade de conhecer a Islândia também!

5. Minas Gerais

Minas Gerais | Maionese

imagem daqui

Um estado que fica bem ao lado do Rio e que eu, vergonhosamente, nunca conheci. São tantos lugares que eu gostaria de conhecer: cidades históricas, Parque das Águas, o interiorzão, a capital… Pior que toda vez que ensaio viajar para Minas, acaba miando… Será que consigo riscar essa tarefa da minha lista? Sonhando desde agora com as comidinhas mineiras…

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Publicado por

Meme: Coisas Favoritas das Festas Juninas

Festa Junina | Maionese

Esse ano as festinhas juninas/julinas terão um ar diferente por causa da Copa. Em muitos bairros, a famosa pracinha com barraquinhas de delícias foram substituídas por palcos e arenas com transmissão das partidas – e né, a gente compreende já que o Mundial só acontece de 4 em 4 anos.

SEMPRE amei festa junina. Aquele cheiro de estalinho no ar, de salsichão na brasa, quentão, milho cozido, cocada de todos os sabores possíveis… É amor demais! Se você se deixar levar, é um perigo para as banhas acumularem, porém costumo ignorar esse fato e me jogo sem dó.

Então, vamos falar sobre as coisas mais legais dessas festinhas?

COMIDA

comida-junina

comidas juninas? vem ver aqui

FANTASIA DE CAIPIRA

Festa Junina

 

Tem coisa mais linda? Claro, nem todo mundo consegue esses vestidos lindos e bem produzidos e acabamos mesmo é com uma camisa xadrez, trancinha… Aliás, coitada da roupa xadrez! Virou sinônimo de FESTA JUNINA!

BARRACAS (do beijo, do palhaço)

Barraca Beijo

 

Barraca do beijo, pescaria, boca do palhaço… confesso que toda vez que tinha festa junina na escola, rolava aquela tensão pra saber quem cuidaria das barracas. Cada série apadrinhava uma das barracas e era uma alegria só. Lembro que pra essas barracas de brincadeira rolava até uma coleta de prendas que seriam destinadas aos ganhadores no dia da festinha, era muito legal!

OBS: imagina só, ganhar um beijo da Preta Gil? U-HU!

CORREIO DO AMOR

correio-amor

imagem daqui

Uma cafonice só. Mas era nesse correio do amor que o povo se declarava e né, quem sabe rolava alguma coisa. Antigamente não tinha Tinder, esses aplicativos facilitadores da vida. Então se caçava como podia. E vamos combinar, não era fofo quando anunciavam o correio do amor no microfone? E quando você era o alvo? Dava vergonha mas era um sentimento gostoso, né?

ESTALINHOS

Estalinhos

Regrido uns 20 anos na vida quando pego uma caixinha de estalinho. Vontade de infernizar a vida de todo mundo brincar com esse singelo artefato por horas e horas. Aliás, toda vez que vou ao SAARA e vejo caixas e mais caixas de estalinho, minto pra mim mesma e para as lojistas dizendo que são mimos para as crianças mas a verdade tô comprando é pra mim mesma…

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Publicado por

Meme: 5 amores platônicos famosos #rotaroots

VOLTEI, MINHA GENTE! Depois de duas semanas parcialmente offline, saracoteando pela terra dos Incas, estou de volta ao Brasil, meu Brasil brasileirooooo! Ainda não tive tempo de baixar fotos, vídeos, mas já fiz vários rascunhos de tudo que vou trazer pro blog. Aliás, esse conteúdo mágico vai inaugurar uma nova fase do Maionese, com direito a canal no YouTube (ASSINA LÁ, POVO!) e tudo mais.

Pra tirar as teias de aranha do blog, resolvi participar de um meme bem divertido, proposto pela turma do Rotaroots para o mês de maio. Eu sei, hoje é dia 25 mas né, fiquei fora e panz. A ideia é listarmos 5 amores platônicos famosos, desses que a gente tem quando é novinha e tal. Lógico que tá permitido se apaixonar platonicamente depois de adulto-casado-etc mas por aqui não aconteceu. Lembro muito das paixonites que eu tinha quando moleca e essas valem a pena contar.

Rob Lowe | Maionese

crush-roblowe

Acho que esse foi o meu primeiro crush impossível. Devo ter assistido a algum dos filmes adolescentes que ele fez, e pronto: foi amor a primeira vista. Ficava doida quando ele pintava em algum outro filme, ele era muito maravilhoso. Lembro que achava lindo o conjunto olhos-bochecha rosada-nariz fino, enfim, Rob Lowe me fazia suspirar. Pior que não tinha ninguém parecido na escola pra amar também.

Aqui você confere uma galeria maravilhosa com fotos do Rob Lowe, que continua sendo um homem muito bonito.

Morten Harket | Maionese

Morten Harket | Maionese

Eu definitivamente pegava paixão por cantores e outros frontmen de grupos da época. Acho que é porque ficavam mais em evidência, em clipes e revistas. Mais do que atores de filmes, me apaixonava quase que semanalmente por algum artista. A lista foi grande e precisei enxugar um tanto, deixando apenas os mais significativos aqui. E Morten Harket é amor sincero e eterno. Aqueles dentinhos separados, aquela vibe nórdica… AQUELA VOZ! Vamos combinar, foi difícil viver os anos 80 sem se deixar abalar por esse homem.

Claudio Heinrich | Maionese

Claudio Heinrich | Maionese

O único representante brasileiro nessa lista. Achava ele lindo como Paquito da Xuxa, depois como Dado… péssimo ator mas muito bonito, charmoso. E o homem continua gato até hoje, mudou muito pouco. Benzadeus, meu filho.

Keith Flint | Maionese

Keith Flint | Maionese

Ok, eu achava alguns homens gatos realmente gatos mas o que dizer sobre Keith Flint numa lista de crushes? Eu devia ter uns 14 anos quando conheci The Prodigy e dentre 4 membros, fui amar o mais estranho de todos. Acho que eram os piercings, aquela cara de maluco, eu nunca tive um gosto muito decente, Keith me chamou atenção desde então. Até hoje tenho uma revista daquelas Showbizz com ele na capa, vinha um pôster também, nem preciso dizer que minha mãe vetou a imagem desse ser na minha parede.

Eddie Vedder | Maionese

Eddie Vedder | Maionese

Lembro exatamente da primeira vez que vi Eddie Vedder. Tava na casa de uns vizinhos da época quando rolou um clipe do Pearl Jam. Um dos meninos era apaixonado pela banda e mais velho, eu queria bancar a conhecedora de música e enchi a boca pra falar “também gosto de PJ”. Conhecia apenas duas músicas e quando vi Eddie no clipe, tive aquele baque: quem era aquele homem maravilhoso na TV? E, além disso, VOCALISTA da banda? Disfarcei a surpresa e passei a acompanhar a banda por muito tempo, só por causa do Eddie – GROUPE FEELINGS.

Foi até difícil escolher uma foto do Eddie Vedder, Deus foi bom com esse senhor, viu?

PLUS
Kirk Hammett | Maionese

Kirk Hammett | Maionese

Ao fechar essa lista, lembrei que tenho um crush depois de velha sim: se chama Kirk Hammett. Meu amor triplicou por ele quando o conheci ao vivo e à cores, uma simpatia de pessoa, charmoso toda vida, cabelos macios, botas estilosas, ainda me elogiou. Como não amá-lo? Desculpa, Pedro.

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

Publicado por