Browsing Tag

moda

pra gente, variedades

Como organizar um bazar

imagem do topo: daqui

Esse era um post que eu queria fazer há algum tempo mas sempre batia uma preguiça porque sabia que não poderia escrever qualquer coisa. Precisava me empenhar, listar o que é bacana, o que funciona, enfim, chegou esse momento. Vamos lá!

.

Há alguns anos decidi que queria vender umas roupas que não usava mais. Via algumas amigas vendendo sandálias Melissa que não queriam usar mais, na época usavam o Orkut e até mesmo blogs pra tal, funcionava. Eu mesma cheguei a comprar uma Melissa nesse esquema, veio toda certinha, em bom estado. A lógica é simples: quantas coisas a gente tem guardadas em nossos armários que simplesmente não usamos mais? Ou nunca usamos? Nunca fui uma compradora compulsiva, sempre tentei ter o mínimo de discernimento na hora de levar alguma coisa pra casa, porém mesmo sendo cuidadosa e racional na medida do possível, já comprei roupa por impulso e, obviamente, não vesti.

Sempre fui uma pessoa estampada/colorida/~diferente. Um sapato, uma bolsa, um vestido. Já rolava aquela vibe “isso é a cara da Raquel” e eu também absorvi essa filosofia. Olhava pra coisinhas fofas nas vitrines e já comprava, mesmo sem saber como usar ou encaixar nos meus looks diários. Hoje em dia eu já não curto mais tantas cores e padronagens e o que aconteceu? Simplesmente não sei como fazer uso de um armário que não combina mais comigo, com o meu lifestyle e jeito de ser. Resumindo? Resolvi vender boa parte.

Foi assim que comecei a vender algumas coisinhas online. Usei o blog, usei o Facebook, usei o Enjoei. Mas foi nos bazares com amigas que a coisa fluiu melhor. Aquela coisa de poder pegar a roupa, experimentar, fazer um preço mais camarada porque não tem frete, não tem embalagem… Sem falar que é sempre divertido organizar esse tipo de encontro, por mais cansativo que seja. Sabe o que é mais legal? Quando você organiza uma turma maneira, que capricha na seleção dos “enjôos”, afinal não se engane, você não é o único ser humano com peças encalhadas em casa, viu? Outras pessoas também sofrem desse mal.

Baseada na minha ~experiência~ organizando bazar de desapegos, posso dizer pra vocês o seguinte:

✔ Coloque pra fora o desapego que existe dentro de você

Antes de pensar no bazar em si, essa é a etapa mais importante de todo o processo. Olhar para o que você tem, analisando friamente: 1. o que você ainda quer manter no armário por algum tempo mais; 2. o que você não vai usar nem que emagreça/engorde/chova/faça sol. Quantas roupas a gente não guarda “pra quando emagrecer”? Ou então “pra quando viajar pra tal lugar”? Você pode até emagrecer ou viajar mas não se engane, no fundo aquelas peças estão ali apenas fazendo figuração.

Uma coisa que aprendi é: passou mais de um ano e você nem chegou perto da roupa, será que precisa tanto dela assim?

✔ Organize um encontrinho de troca e venda com amigas

Separou aquelas roupas em bom estado, praticamente novas, que você não quer mais? Marque um café com amigas, cada uma leva seus desapegos… Veste dali, prova daqui… Tenho certeza de que você vai fazer bons negócios! Volta e meia troco roupas com amigas que vestem praticamente os mesmos tamanhos e é tão bom voltar pra casa com novos vestidos, sapatos…

✔ Crie um álbum no Facebook para expor os enjôos

Se o seu problema é a quantidade de roupas, pode não ser uma boa ideia trocar com amigas. A parada é vender mesmo, certo? Seja pelo espaço ou até mesmo pra levantar uma grana, uma boa pedida é criar um álbum no Facebook para expor os desapegos. Deixe público, marque pessoas que possam ter interesse, divulgue por aí. Há grupos dedicados a venda e troca de roupas porém dependendo da organização, pode não dar muito resultado… No seu álbum, você controla as interações, edita as legendas com os valores, é bem prático – e funciona!

minha lojinha no facebook >> clique aqui

✔ Anuncie em sites especializados em venda

Se você quer alcançar uma audiência maior na hora de expor seus produtos, vale a pena anunciar em sites especializados como Enjoei ou mesmo OLX ou MercadoLivre. Aqui em casa nós anunciamos alguns móveis quando nos mudamos e tivemos um bom feedback no OLX. Para as roupas, o Enjoei é uma boa, apesar de ser mais chatinho com as fotos que você faz. Também acho um pouco ruim a forma de receber o dindim (sem falar que eles seguram uma porcentagem) mas faz parte, continua valendo a pena, principalmente com desapegos mais carinhos.

minha lojinha no enjoei >> clique aqui

✔ Não vai vender? Doe!

Você separou os desapegos mas tem aqueles que sabe que não vai vender… que tal doar? Estão em bom estado? Limpinhos? Há muitos locais de coleta que aceitam peças de vestuário, roupas de cama, coisas de cozinha… Aqui em casa separei duas caixas só de utensílios de cozinha como panelas e potes que foram para uma ONG que atende crianças. Eles ficaram muito felizes pois estavam montando um espaço para servir refeições e esses materiais vieram em ótima hora. Vale a pena pesquisar aqui onde encontrar uma ONG perto de você. Algumas igrejas e associações de moradores também coletam, vale a pena ficar de olho e fazer um gesto bacana por quem precisa!

.

O mais interessante disso tudo é fazer as coisas fluírem. Não há necessidade de manter parado seja no seu armário ou na vida algo que já não faz mais sentido pra você. 

.

Facebook Instagram Twitter Pinterest snapchat: hackelz

Coisas que amei. Mais em http://sempickles.com/maionese.
coisas que amei

Coisas que amei: fotografia, conforto e viagem

A seleção de links pra esse post tem muito a ver com a minha última viagem. Vocês devem estar pensando que eu já tô bêbada antes do meio-dia mas nem, viu? Viajar, mesmo que por poucos dias, implica em fazer uma mala enxuta, com itens básicos e que combinem entre si. E nesse quesito, vi como sou carente de peças mais lisas e confortáveis.

Viagem também significa fazer muitas fotos, seja para guardar de recordação ou como insumo para produzir conteúdo. Por fim, mesmo que trabalhando, aproveitei para ficar uns dias off de rede social e vou te falar? Fez um bem danado. Pronto, agora vocês vão ler esse post de outro jeito!

✦ A Bessie fez um post sobre como camisetas básicas são incríveis na hora de montar um look, seja mais despojado ou arrumadinho. Na minha saga por ser uma pessoa mais neutra, tenho feito muito uso de camisetas mais discretas, lisas, tô curtindo!

✦ Lembram daquele óleo de amêndoas que foi febre há uns anos, da Natura? Eu amaaava aquele óleo, tinha um de calêndula incrível também. Pois a Grazzi ensina como fazer o óleo em casa, gente! Tutorial maravilhoso, viu?

✦ Amei que a Ju voltou a postar com uma frequência maior e, principalmente, falando de brechós! Esse post dela sobre o Brechó Mix da Tijuca me deixou com vontade de ir ainda essa semana. Só coisa legal, caras!

✦ Quem aqui não conhece a Melina, não é mesmo? Além de fofa, ela faz fotos super bonitas em seu Instagram e também no blog. Mas, qual seria o segredo para fazer as fotos? Aplicativo? Uma boa câmera? Ou seria mais treinar o olhar e brincar com composições? Ela fez um post bem explicadinho sobre como caprichar nas fotos do Instagram, mas você pode aplicar as sugestões em outras plataformas também.

✦ Um dos blogs que mais tenho curtido no momento é o Pequenos Monstros. Eles fizeram um vídeo muito bom sobre “como NÃO largaram tudo” para viver um grande sonho. Em tempos de textos ~caga-regra~ sobre felicidade e determinação, esse post deles é uma luz no fim do túnel.

✦ Eu poderia ter escrito esse texto, mas foi o GWS que colocou tão bem ~no papel~ uma espécie de manual para evitar tretas na internet. Infelizmente, ou felizmente, aprendi na prática. Depois de passar um dia inteiro remoendo comentários desnecessários, feitos e recebidos. Na marra, entendi que de discussão em rede social a gente só carrega mesmo estresse. Tô fora, né? Vale a leitura!

Facebook Instagram Twitter Pinterest ♥ snapchat: hackelz

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.
inspiração

Inspiração: adidas Superstar

Não é de hoje que sou apaixonada pelo adidas Superstar. Contei aqui um pouco sobre esse modelo clássico da adidas e como usei dois deles (um par branco e um par preto) até dizer chega. Eles ficaram tão gastos que tive que doar, já que não dava mais pra usar. Porém, alguns anos depois, bateu a vontade de usá-los novamente e acabei de comprar um par pra amar e sair por aí.

Atualmente, tenho investido em um estilo mais basicão, por isso uso e abuso de tênis mesclando com vestidos básicos, jeans… Se você acha que é impossível fazer um estilo mais bacana com esse modelo, seguem algumas referências pra te inspirar:

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.

Geralmente a gente vê por aí aquele clássico combo “camiseta + jeans comfort + sneakers”, porém dá pra combinar com saias e vestidos, fica bem interessante:

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.

O branco acaba sendo mais versátil, fácil de combinar com peças variadas. Porém, vocês viram que saiu aquela coleção super colorida do Pharrell Williams? Esgotou tão rápido aqui no Brasil e também em outros países. Olha que lindo que fica também:

Looks com adidas Superstar. Mais em http://sempickles.com.maionese.

No fundo, o que importa é a gente se sentir bem! Seja de jeans, saia lápis, vestido rodado, somos livres pra escolher o look que nos faz feliz! 🙂

(todas as imagens foram coletadas do Pinterest e estão no board “looks”)

acompanhe o maionese por aí:

 curta o blog no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets  snapchat: hackelz

Fashion Inclusive Brazil | Maionese
variedades

Fashion Inclusive Brazil: evento de moda reúne marcas brasileiras e africanas

No próximo fim de semana, nos dias 13 e 14 de junho, o Rio de Janeiro recebe a primeira edição brasileira do projeto Fashion Inclusive Brazil, que apresenta coleções inéditas para o verão/2016 de marcas nacionais e africanas. O evento vai rolar no Centro Cultural Ação da Cidadania, no bairro da Gamboa, região central da cidade (PS: levei um susto outro dia quando passei pela região, que já está super diferente, em processo de revitalização – tá lindo!). Parte da renda do projeto será destinada a entidades filantrópicas que atuam na erradicação da fome e da pobreza no continente africano e também no Brasil.

Pelas mãos da diretora executiva do projeto Irma Alves, da Xaman Consultoria e Gerenciamento de Projetos, o projeto Fashion Inclusive Brazil promove a cooperação cultural com ênfase no setor de Moda entre o Brasil e os países africanos através de uma multiplataforma de quatro pilares – desfiles, revista, portal e e-commerce. A ideia é facilitar o acesso de estilistas internacionais e suas criações no mercado brasileiro e também o caminho inverso, tornando a moda brasileira inclusiva.

Já estão confirmados no line up as marcas Baldon e Designer for Love, ambas da Nigéria; Peace Malani, da Tanzânia, e Pont du Kaftan, do Marrocos, além do lançamento da carioquíssima FIB Store com os estilistas Tony Palha, Alexandre Matos e Roraine Zanetti, do Brasil.

“Nossa premissa é ampliar horizontes e estimular o intercâmbio de marcas mesclando as áreas de moda, artes, cultura, gastronomia, inclusão social e, se possível, a partir de escolhas sustentáveis”, explica Irma Alves, diretora executiva do Fashion Inclusive Brazil e proprietária da grife FIB Store.

O Fashion Inclusive Brazil – FIB — busca atuar de forma contributiva para as metas de desenvolvimento da Organização das Nações Unidas, tais como igualdade social, proteção de direitos humanos e erradicação da fome e da pobreza.  Saiba mais em: www.fashioninclusivebrazil.com.br.

Desfile Verão/2016 – Fashion Inclusive Brazil

Data: 13 e 14 de junho
Horário: A partir das 14h
Ingresso: R$ 20,00 no site www.ingressorápido.com.br + 1kg de alimento não perecível

Antix | Maionese
pra gente

Os maravilhosos vestidos da Antix

Outro dia postei no Instagram a foto abaixo e as pessoas foram unânimes em dizer “que vestido lindo, Raquel”. E é mesmo. E eu digo o nome do santo: Antix.

Antix | Maionese

 

Camila, Manu e eu

Tinha entrado numa de não usar mais roupa tão estampada, porque eu já tô me tornando a própria estampa com tantas tatuagens (insira aqui aquele smile chorando de rir do Instagram). Jurei pra mim mesma que ia usar roupas mais básicas, neutras, cores discretas. Daí, um belo dia, passeando pelo BarraShopping, entrei na loja física da Antix e me apaixonei por uns 20 vestidos. A vontade era de levar todos pra casa e doar tudo que tenho no meu armário mas como não nasci em berço de ouro, fiz uma pequena estripulia e levei apenas dois.

Selecionei algumas peças da coleção Carola (a coleção de inverno da marca) e juro que queria fazer um pequeno compilado mas foi impossível. Sério, é uma peça mais bonita que a outra. Difícil MESMO escolher a vencedora. Deixo vocês decidirem:

Antix | Maionese

antix5

antix4

antix6

antix3

O que acho mais bonito, além das estampas, são os modelos que eles vendem. O corte busca valorizar nossas formas e, apesar da numeração ser um pouco pequena, eu que tenho peito grande e não tô tão magrinha assim, fico super bem nos vestidos tamanho G. Gosto dos modelos que valorizam cintura e que disfarçam as gordurinhas mais abaixo. Sem falar que tem uma pegada tão anos 50, né?

Aqui no Rio há apenas 1 loja física mas a vendedora simpática que me atendeu disse que eles abrirão uma outra loja na Zona Sul em breve. É possível comprar pela loja online, embora eu ache um tanto arriscado pois dependendo do modelo, a numeração muda um pouco. Porém, além dos vestidos, saias, blusas, eles também vendem acessórios e calçados, como esse sapato maravilhoso:

Antix | Maionese

Antix – BarraShopping

Avenida da Américas, 4.666 – Barra da Tijuca
N˚106 P/27 – Nível Lagoa
21 3089 1117

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag
bonitezas

Ensaio fotográfico inspirado em O Grande Hotel Budapeste

Ano passado, passei a acompanhar a revista Valentina Mag, uma revista online feminina super bonita. A cada edição, eles realizam um editorial de moda temático, sempre trazendo um tema que esteja em alta de alguma forma. Em janeiro, eles fizeram um ensaio lindíssimo com pegada pin up e em fevereiro, para aproveitar o clima de Oscar, homenagearam um dos filmes mais queridos de 2014: O Grande Hotel Budapeste.

Como não cheguei a fazer resenha desse filme, segue um resuminho: a película, dirigida por Wes Anderson, narra a história de um escritor que está vivendo nesse hotel com cara de bolo, onde também se hospedam alguns personagens bastante curiosos. Um deles, Zero, nos apresenta a verdadeira história da construção. E é aí que começa toda a viagem. Você passa o tempo todo com um sorriso bobo no rosto, encantado pelas aventuras vividas pelos personagens, com uma fotografia e trilha sonora encantadoras. Os atores estão muito bem e como ainda tem o Edward Norton eu amei ainda mais o filme.

Você confere o ensaio logo abaixo. Ficou bem bacana, styling caprichado e super inspirado no filme:

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

O Grande Hotel Budapeste | Valentina Mag

Fotos: Valentina Mag.