Posts Tagged ‘sentimentalismo’

Sobre existir há trinta anos

Não deu nem tempo de montar uma listinha ao estilo “30 Before Thirty“.

Os últimos 12 meses da minha vida passaram tão depressa que ainda ontem eu estava na praia de Copacabana, imaginando como seriam os próximos meses da vida. Já formada (novamente), em busca de um emprego um pouco melhor, uma vida mais saudável. Acho que consegui realizar esses dois itens.

Tem gente que diz que fazer 30 anos é bobagem, que é apenas mais um aniversário. É a mesma galera que ignora datas especiais como Natal, Páscoa, dia dos Namorados, ou qualquer outra coisa que sirva como marco de qualquer coisa. Gente, aniversário é e sempre será especial. Mais do que Ano Novo: o aniversário é uma oportunidade de fazer um balanço do que você é. Pelo menos é assim que eu penso.

Assoprar mais uma vela, dessa vez a dos 30, é muito assustador mas ao mesmo tempo divertido. Parece que você sobe mais um degrau na vida, sabe? Se é que existem degraus… Mas parece que alguma coisa muda aqui dentro sim, é psicológico. E nem é ruim, do tipo “você ainda mora com seus pais?”, “você ainda tá namorado e não é casada?”. Muito pelo contrário, eu olho pra esses 30 anos e vejo um monte de coisas: lugares que fui, gente que conheci, fotografias que tirei, comidas que já provei, cheiros que já senti. Abraços, dos mais variados. Foram inúmeras folhas de caderno riscadas com conhecimento – três faculdades – livros e mais livros lidos, monografias, conhecimento adquirido.

São várias fitas cassetes e cds com “trilhas sonoras”.

São vários pequenos filmes.

Contos.

Segredos.

Alegrias.

Amizades.

Amores.

Hoje, um único amor, o que eu quero que me acompanhe por mais 30 anos (e mais trinta, até a gente ficar velhotinho).

Então que eu vou assoprar essa vela com os meus amigos queridos, hoje e no próximo sábado. E eu tenho certeza que vai ser especial. Porque não é todo mundo que chega “aqui” com esse tanto de bagagem (e uma carinha de 20 anos, fazer o que HAHAHAHHA).

1 ano

6 anos

11 anos

16 anos

21 anos

26 anos

Agora há pouco…

(depois do dia 07/01 eu tenho certeza que entrará um post super meloso e sentimental aqui no blog… e a culpa será de cada “maldito” que fez e faz parte da minha vida, nesses anos já cultivados…)